NUTRIÇÃO NA ENFERMAGEM: UMA DISCIPLINA FUNDAMENTAL PARA A FORMAÇÃO DO ENFERMEIRO

Autores

  • Gabriela Herrmann CIBEIRA INEDI/CESUCA

Resumo

Objetivo: descrever os principais pontos do ensino da Nutrição para o Curso de Graduação em Enfermagem. Metodologia: trata-se de um artigo de comunicação curta que levou em consideração as principais publicações da literatura no tema em questão. Resultados: o artigo evidencia que há necessidade de desenvolver pesquisas que visem o aprimoramento do ensino de nutrição para enfermeiros e contribuam para o desenvolvimento do aluno. Além disso, demonstra a importância do ensino da nutrição para enfermeiros de forma que o aluno seja capacitado para intervir na realidade. 

Referências

1. D’Ambrosio U. Transdisciplinaridade. São Paulo: Palas Athena; 1997.
2. Freire P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 13.ed. São Paulo: Paz e Terra; 1996.
3. Morin E. A cabeça bem feita. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil; 2001.
4. Morin E. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez; 2001.
5. Boog MCF. Considerações sobre o ensino de nutrição nos cursos superiores da área de saúde.
Rev Nutr. 1999; 7(1):23-30.
6. Boog MCF, Silva JB. Percepções de enfermeiras sobre o processo de cuidado nutricional. Rev Bras Nutr Clin. 2001; 16(1):17-22.
7. Soares FPTP. Abordagem de nutrição no curso de graduação de médicos residentes de cirurgia: subsídios para o ensino [dissertação]. Campinas: Universidade Estadual de Campinas; 2001.
8. Waitzberg DL, Caiaffa WT, Correia MITD. Inquérito Brasileiro de Avaliação Nutricional Hospitalar (Ibranutri). Rev Bras Nutr Clin. 1999; 14(2):124-34.
9. Feresin C. Reflexões sobre a inserção da Disciplina de Nutrição na Formação do Enfermeiro: limites e possibilidades [dissertação]. São Paulo (SP): Universidade Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina; 2005.
10. Ministério da Educação (BR). Lei nº 9.394. Leis de Diretrizes e Bases da Educação. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 1996.
11. Ministério da Educação e Cultura (BR). Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem. Resolução nº 3, de 7 de novembro de 2001. Brasília (DF): Ministério da Educação e Cultura; 2001.
12. Ministério da Educação (BR). Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) Enfermagem. Brasília (DF): Ministério da Educação; 2004.
13. BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Portaria nº 272, de 8 de abril de 1998. Dispõe sobre regulamento técnico para terapia de nutrição parenteral.Diário Oficial da União, Brasília, n.71-E, p.78-90, 15 abr. 1999a. Seção 1.
14. BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Portaria nº 337, de 14 de abril de 1999. Dispõe sobre regulamento técnico para terapia de nutrição enteral.Diário Oficial da União, Brasília, n.71-E, p.96–106. 1999b. Seção 1.
15. Boog MCF. Construção de uma proposta de ensino para curso de enfermagem. Rev Nutr. 2002; 15(1):15-28.
?

Publicado

2015-09-04