Um relato de experiência sobre o impacto do divórcio no desenvolvimento infantil

Autores

  • Luana Colling da Silva
  • Kellen Luana da Silva Duarte Tardeti
  • Silvana Pinto Hartmann

Palavras-chave:

Divórcio; Psicoterapia Infantil; Fases Psicossexuais

Resumo

O presente artigo consiste em um relato de experiência relacionado aos desafios enfrentados por uma criança com os pais divorciados e o quanto isso pode interferir no seu desenvolvimento. Objetivou-se analisar as dificuldades de uma paciente frente ao divórcio dos pais, atendida por uma estagiária do Curso de Psicologia, em uma clínica localizada na região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Ademais, foram avaliadas as fases psicossexuais de Freud, frente às fixações da paciente que, ao invés de progredir nessas fases, passou a retornar aos estágios anteriores. A literatura corroborou que estas adversidades são evidentes nos atendimentos psicoterapêuticos infantis e os psicólogos passaram a desvendar o conteúdo inconsciente da criança, por meio do lúdico e da associação livre no setting terapêutico. A partir dessa prática de estágio curricular, foi apresentado um referencial teórico sobre as questões enfrentadas pelas crianças sendo possível relacionar a teoria à prática.

Downloads

Publicado

2024-03-22