Impacto do aumento da inflação na inadimplência do MEI – Microempreendedor Individual

Autores

  • Juliano da Silva Silvano
  • Filipe Martins da Silva

Palavras-chave:

MEI; Inadimplência; Inflação.

Resumo

A inflação tem consequências nos diversos setores da economia, e os MEIs (Microempreendedor Individual), devido ao seu porte, tendem a sofrer mais com as consequências desse fenômeno econômico, devido os MEIs, possuírem uma capacidade reduzida de repassar os custos adicionais, devido o índices de inflação, aos consumidores, o que pode levar a uma redução nas margens de lucro e, em alguns casos, à inviabilidade do negócio. Além disso, a inflação também afeta o poder de compra dos clientes dos MEIs. Com o aumento dos preços, as pessoas tendem a reduzir seus gastos, o que pode resultar em uma queda na demanda por produtos e serviços oferecidos por esses empreendedores. Esta situação é especialmente crítica para MEIs que atuam em setores sensíveis à variação dos preços, como alimentação e vestuário. Com base no exposto foi definido a seguinte questão problema: qual o impacto do aumento da inflação na inadimplência do MEI – Microempreendedor Individual? Para a resolução da questão problema será aplicada uma metodologia descritiva quanto ao objetivo, qualitativa e quantitativa quanto a abordagem e com a aplicação de um procedimento de pesquisa documental e levantamento com a aplicação de um questionário. Primeiramente, a pesquisa aborda como a inflação impacta diretamente os custos de produção dos MEIs, uma vez que o aumento nos preços de matérias-primas, aluguéis e energia elétrica pode prejudicar a rentabilidade de seus negócios. Outro aspecto discutido é a capacidade de endividamento dos MEIs. Em um cenário de inflação, as taxas de juros podem aumentar, tornando o crédito mais caro e menos acessível. Isso pode dificultar a obtenção de empréstimos para investimentos ou capital de giro, que limita o crescimento dos negócios dos MEIs. Na sequência será analisado qualitativamente os dados sobre MEIs, como perfil e inadimplência, que são divulgados de forma pública, e posteriormente será analisado quantitativamente o questionário aplicado em pessoas que possuem MEIs que irá abordar estratégias que os MEIs podem adotar para mitigar os efeitos da inflação, como adoção de controle rigoroso dos custos, a busca por alternativas de fornecedores com preços mais baixos e o desenvolvimento de estratégias de marketing que destaquem o valor de seus produtos ou serviços em um contexto de preços crescentes. O estudo justifica-se pois a inflação representa um desafio significativo para os Microempreendedores Individuais, afetando tanto seus custos operacionais quanto a demanda por seus produtos e serviços. A capacidade de adaptação e a busca por soluções criativas são cruciais para que esses empreendedores possam prosperar em um ambiente de inflação persistente. Por tratar-se de um estudo em andamento, a expectativa é examinar os efeitos da inflação sobre os Microempreendedores Individuais (MEIs) e como esses pequenos empresários enfrentam desafios específicos em um ambiente de aumento dos preços.

Downloads

Publicado

2024-03-22