Análise dos índices de rentabilidade após a criação da SAF Cruzeiro Esporte Clube

Autores

  • Leonardo de Vasconcellos
  • Mateus Melo de Oliveira
  • Filipe Martins da Silva

Palavras-chave:

SAFs; Rentabilidade; Endividamento.

Resumo

O futebol é uma paixão que transcende as fronteiras de um simples esporte, mobilizando milhões de pessoas em todas as partes do mundo. Nas últimas décadas, o futebol passou por transformações, não apenas em termos de sua popularidade mas também na sua estrutura organizacional. Uma das mudanças nesse cenário foi a ascensão das Sociedades Anônimas (SAs) no mundo do esporte, particularmente no contexto do futebol. As Sociedades Anônimas do Futebol, conhecidas como SAFs, representam uma inovação que revolucionou a gestão dos clubes de futebol. Esse conceito trouxe consigo uma mudança significativa em direção a uma administração mais profissionalizada e transparente no universo esportivo. O elemento que diferencia as SAFs do modelo tradicional de gestão de clubes é a conversão dessas instituições em sociedades anônimas, o que implica na abertura de capital para investidores privados e a possibilidade de negociar ações do clube em bolsas de valores. Essa mudança fundamental acarreta uma série de implicações para a governança e a gestão financeira dos clubes. Entretanto, apesar das inúmeras vantagens potenciais que as SAFs podem proporcionar, elas também enfrentam um desafio : a tensão entre o objetivo de lucro e os valores tradicionais do esporte ao trazer consigo uma pressão para a geração imediata de lucros, o que pode resultar em decisões de curto prazo prejudiciais à competitividade esportiva em longo prazo. Além disso, a gestão profissionalizada muitas vezes afasta a cultura e os valores tradicionais do clube, colocando em risco sua identidade em prol de resultados financeiros. Com base no exposto foi definido a seguinte questão problema: quais são os resultados dos índices de rentabilidade e endividamento após a criação da SAF Cruzeiro Esporte Clube? Para responder a questão problema será aplicado uma metodologia descritiva quanto ao objetivo, com abordagem qualitativa, com procedimento aplicado pesquisa documental. A análise será realizada com base nas Demonstrações Contábeis e Notas Explicativas dos anos de 2020 a 2022 do Cruzeiro Esporte Clube, desta forma será considerado o último ano antes de se tornar SAF, o ano da transição e um ano depois de ter se tornado. Essa análise envolve a coleta de dados relevantes sobre ambos os modelos e a identificação de diferenças e semelhanças em áreas como estrutura organizacional, aspectos financeiros, transparência, investimentos e sustentabilidade. A escolha do tema justifica-se pelo fato que a transição para o modelo de SAF pode afetar o relacionamento dos clubes com seus torcedores e com a comunidade local. Os torcedores frequentemente mantêm laços profundos com a história e a cultura de seus clubes e podem se sentir alienados com a gestão profissionalizada, que pode resultar em uma ruptura dos fãs com o clube. Por tratar-se de um estudo em andamento, a expectativa é que a análise proporcione uma compreensão mais clara de como a nova forma jurídica influenciou resultado econômico, a evolução e qualidade das dividas a do futebol de futebol em comparação com as estruturas tradicionais, além dequais foram as implicações dessas diferenças no desempenho financeiro do Cruzeiro Esporte Clube, sempre com o objetivo de alinhar um equilíbrio entre a busca por lucro e a preservação dos valores e tradições do esporte.

Downloads

Publicado

2024-03-22