O impacto das técnicas de terapia manual em migranosos

uma revisão de literatura

Autores

  • Gabriela Camejo de Oliveira
  • Larissa Ramos Roxo

Palavras-chave:

Migrânea; Fisioterapia; Terapia manual

Resumo

A cefaléia, conhecida popularmente como dor de cabeça, é uma das condições mais comuns entre a população e pode estar relacionada a diversos fatores, muitas vezes causando incapacidades sendo associados ao absenteísmo tanto escolar quanto no trabalho e diminuição da produtividade dos indivíduos acometidos. A migrânea popularmente conhecida como enxaqueca é uma cefaléia do tipo primária, dentre as características deste tipo de cefaléia, estão as manifestações dos sintomas que normalmente perduram de 4 a 72 horas com alta variabilidade, sendo os mais comuns a dor unilateral, pulsátil, frequentemente associada a enjoos e alta sensibilidade a luz, sons e até mesmo a odores e piora das manifestações ao realizar esforços físicos. Os tratamentos para a enxaqueca frequentemente abusam de remédios, contudo o papel da fisioterapia vêm se tornando alvo dos estudos atuando na reabilitação das alterações musculares e de sensibilidade na região dos músculos pericranianos, auxiliando no retorno da mobilidade da cervical com consequente diminuição da frequência e intensidade das crises, por este motivo, o objetivo desta revisão de literatura é abordar sobre as técnicas de terapia manual na migrânea, através das buscas realizadas nas bases de dadosPubMed, BVS e PEDro, no período de julho a agosto de 2023, com as seguintes palavras chaves encontradas nos descritores em ciências da saúde (Decs): “Treatment”, “Physiotherapy” e “Migraine”. Os artigos que compõem a tabela foram selecionados através do método PICO, com os seguintes critérios de elegibilidade: ensaios clínicos controlados, publicados nos últimos 10 anos, participantes com enxaqueca diagnosticada pelos critérios da InternationalHeadache Society (ICHD), com intervenções através das técnicas de terapia manual e com nota superior a 6 na escala PEDro. Foram excluídos: estudos duplicados e pagos. Os resultados esperados são de que as técnicas de terapia manual sejam eficazes para diminuir a frequência e intensidade da dor, além da diminuição do uso de medicamentos e melhora da qualidade de vida.

Downloads

Publicado

2024-03-22