Cuidado de enfermagem à gestante durante disciplina de enfermagem materno infantil

um relato de experiência

Autores

  • Bruna Zancanaro Veloso
  • Gabriela Ana Pacheco Dhein
  • Jamile de Oliveira Mariano
  • Jennyfer Machado Simon
  • Nathalia Machado da Silva
  • Dayane de Aguiar Cicolella
  • Márcia Dornelles Machado Mariot

Palavras-chave:

Saúde da Mulher, Enfermagem Obstétrica, Relato de Caso

Resumo

durante a graduação é preconizado que os alunos de enfermagem entendam a importância de aprender e aprimorar o cuidado de mulheres em período gravídico para que possam prestar um cuidado eficaz e amoroso para as gestantes e seus bebês. Durante o curso, espera-se que os alunos participem das atividades ministradas a fim de desenvolver a prática e o conhecimento para prestar um atendimento acolhedor e de qualidade às gestantes. Objetivo: relatar as experiências vivenciadas durante o atendimento à gestantes, realizado na disciplinaPrática de Enfermagem Materno Infantil, no Centro Universitário Cesuca. Metodologia: Trata-se de um relato de caso realizado mediante atendimento a gestante F.C. durante as atividades prático-assistenciais da disciplina, com auxílios das monitoras e sob a supervisão da professora dadisciplina no segundo semestre de 2023. A coleta de dados foi realizada mediante entrevista com a gestante, anamnese e exame físico. Durante a presença da paciente, foi realizado anamnese, exame físico e pintura na barriga, representando a posição do bebê no momentodo atendimento. Resultados e discussão: inicialmente a gestante F.C foi acolhida e a posteriormente realizada a anamnese e o exame físico. A mesma tinha 40 anos de idade, encontrava-se com IG30s+6d de gestação e era primigesta. Iniciou sua gestação pesando 63 kg e atualmente está com 72kg. Referiu a equipe que foi uma gestação planejada, vinha a mais de oito anos tentandoengravidar, porém sem sucesso por meios naturais. Após inúmeras tentativas, a gestantee seu parceiro optaram pelo uso do método FIV (fertilização in vitro). Relatou também, grande receio em decorrência do método escolhido de concepção não dar certo. De acordo com a literatura, para mulheres com menos de 35 anos, as chances de sucesso da FIV podem chegar a 60%. Em mulheres de 35 a 38 anos, os índices são de 40%. Já em mulheres entre 40 e42 anos, variam de 20% a 25%. Após 15 dias do procedimento, F.C. realizou o exame de Beta Hcg, com resultado positivo, ela e seu companheiro ficaram muito felizes, porque aguardavam por muito tempo este resultado. Até o presente momento do atendimento, a mesma realizou seis consultas de pré-natal. A paciente apresentou-se ansiosa e com cansaço, algo natural visto que está no final do seu período gestacional. Considerações finais: A partir deste relato de caso percebe-se que procedimentos de enfermagemprecisam ser implementados para tratar adequadamente as gestantes. É de extremaimportância prestar um atendimento único e personalizado de acordo com as necessidades de cada gestante. Conclui-se que a atividade realizada na disciplina contribui, de forma efetiva, para o fortalecimento do aprendizado durante a graduação.

Downloads

Publicado

2024-03-22