Mulheres na computação

um mapeamento sistemático da literatura

Autores

  • Arthur Antonello Leiria
  • Nicoli dos Santos
  • Vitória Bernardo Velho
  • Mikaela Perez Guedes
  • Márcia de Borba Campos

Resumo

O crescente mercado na área da computação atinge milhões de pessoas todos os dias. O mundo da tecnologia ainda é visto predominantemente como masculino. Essa situação acontece em diversos setores da área quanto às carreiras relacionadas à computação. Este artigo tem como objetivo apresentar os desafios das mulheres na área da computação, e o desfavorecimento na área em relação ao gênero masculino. Pesquisando e observando nota-se que há uma desigualdade de gênero nas áreas de ciência e tecnologia, particularmente na computação, pesquisas mostram que mesmo em países muito desenvolvidos, como Estados Unidos e até mesmo no Continente Europeu percebe-se que há uma grande diferença do número de homens em relação às mulheres na área da computação. Atualmente no Brasil, o número de cursos de computação cresceu 586% nos últimos 24 anos, já o percentual de mulheres matriculadas nesses cursos passou de 34,8% para 15,5%, segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), do Ministério da Educação (MEC). Métodos - Para a elaboração do presente artigo foi elaborada uma Revisão Sistemática de Literatura (RSL) para identificar os desafios enfrentados por mulheres na área da computação e buscar motivações para as meninas envolvidas na área. Para realização da pesquisa, selecionamos vinte relevantes estudos relacionados ao objetivo deste trabalho. Como conclusão, os resultados obtidos da pesquisa através de artigos nacionais podem ser úteis para o desenvolvimento de novas práticas de inclusão a mulheres na área da computação e servir de incentivo a meninas a ingressar na área acadêmica relacionada à computação.

Palavras-Chave: Mulheres; Computação; Equidade de Gênero.

Downloads

Publicado

2022-12-30

Edição

Seção

ARTIGO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS/CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO