Saúde mental na atenção básica

atendimento à adolescentes em situação de conflitos

Autores

  • Caroline Matos dos Santos VIEIRA Centro Universitário Cesuca
  • Victoria Anne Chardosin Ramos SUPPI Centro Universitário Cesuca
  • Fernanda Fortes OLIVEIRA Centro Universitário Cesuca
  • Dayane de Aguiar CICOLELLA Centro Universitário Cesuca

Resumo

Adolescência é um complexo período de transição propício ao desenvolvimento de distúrbios e transtornos psiquiátricos, podendo levar ao isolamento social, comportamento impulsivo e, algumas vezes, pensamento suicida devido às dificuldades de enfrentamentos aos processos de vida. Por isso, é importante ofertar ao adolescente apoio por profissionais de saúde para lidar com os conflitos da faixa etária. Na Atenção Básica (AB), a identificação precoce de sinais e sintomas acerca dessas dificuldades de enfrentamentos de vida são de extrema importância para a prevenção de eventos autodestrutivos pelo adolescente. Enfermeiros são profissionais que promovem escuta acolhedora e podem auxiliar no enfrentamento desses conflitos, através de consultas de enfermagem.  Objetivo: Relatar a experiência de acadêmicos de enfermagem no atendimento à adolescentes em situação de sofrimento psíquico em ambulatório de enfermagem em saúde mental. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência de acadêmicos de enfermagem do Centro Universitário Cesuca durante práticas em saúde mental na AB, em uma unidade de saúde da família localizada na região metropolitana de Porto Alegre. Resultados: Através de consultas com foco em saúde mental foram atendidos adolescentes em situação de vulnerabilidades psíquicas. Os atendimentos ocorreram de forma individual e duração média de 40 minutos, nos meses de agosto e setembro de 2021.  Nas consultas destacou-se ações de escuta qualificada, orientações sobre processos de enfrentamento de vida, avaliação dos riscos de ações autoinflingidas, importância do autocontrole para agir em situações de conflitos da vida pessoal, profissional e familiar do adolescente.  Considerações finais: As consultas evidenciaram a importância do enfermeiro que atua na AB, com foco na saúde mental. Conclui-se que as atividades desenvolvidas contribuíram de maneira positiva, de modo que promoveram aos adolescentes reflexões sobre suas atitudes e pensamentos referentes a vida futura.

Downloads

Publicado

2021-12-03