Relatos de experiências acadêmicas do curso de fisioterapia em projeto de reabilitação e telerreabilitação de pacientes pós-alta da COVID-19

Autores

  • Aline Muniz RIBEIRO Centro Universitário Cesuca
  • Bianca Pacheco RIBEIRO Centro Universitário Cesuca
  • Lara Stock PETRY Centro Universitário Cesuca
  • Luana Regina da Silva DIAS Centro Universitário Cesuca
  • Sandra Magali HEBERLE Centro Universitário Cesuca
  • Silvia Lemos FAGUNDES Centro Universitário Cesuca

Resumo

O presente artigo descritivo foi desenvolvido e fundamentado através de buscas de artigos nas seguintes bases de dados: Scielo, PubMed, peDRO e Preprint MedRxiv, onde foram analisados 37 artigos, entre os anos de 1996 a 2021, e incluídos no estudo 25. Este artigo descreve relatos de experiências acadêmicas e de pacientes atendidos por teleconsultoria e teleatendimento no Projeto Reabilitação e Telerreabilitação em Pacientes Pós Alta da COVID-19 do curso de Fisioterapia ocorrido no ano de 2021. O Projeto tem como objetivo prestar atendimento de reabilitação e telerreabilitação em pacientes pós-covid sem custo na região da grande Porto Alegre/RS, onde são realizados os atendimentos na Clínica-Escola do Centro Universitário CESUCA, no município de Cachoeirinha/RS. O estudo apresenta os aspectos da telerreabilitação, o enfoque no atendimento à distância em pacientes pós-alta COVID-19, uma revisão sobre a doença e sobre como é conduzido os teleatendimentos. Em vários estudos publicados, foram identificadas sequelas após a doença Sars-Cov-19, sendo as principais, as motoras, as respiratórias e a polineuropatia do doente crítico. Nota-se que a recuperação tem sido mais rápida em jovens, mesmo que a doença, em algumas situações, possa deixar sequelas mais graves. Já os pacientes que apresentam algum tipo de comorbidade, normalmente são os casos que exigem mais tempo de reabilitação. Com o projeto em desenvolvimento, foi possível realizar a telerreabilitação, um método que surgiu através da telemedicina e está ganhando visibilidade devido à pandemia. Pacientes e acadêmicas do projeto relatam que o método é eficaz e possui resultados positivos, mesmo com a distância e as dificuldades de conexão, assim como a falta de recursos, que podem ser substituídos pela criatividade durante estes atendimentos. 

Downloads

Publicado

2021-12-03