Análise crítica do arranjo físico de uma empresa do setor metalmecânico

Autores

  • Fabio Silva da SILVA Centro Universitário Cesuca
  • Bruno SOUSA Centro Universitário Cesuca
  • Thais MOTTA Centro Universitário Cesuca
  • Wagner Lourenzi SIMÕES Centro Universitário Cesuca

Resumo

O arranjo físico de uma fábrica pode ser determinante para seu sucesso e a segurança da operação, sendo esta uma importante dimensão a ser explorada pelas empresas no mercado cada vez mais competitivo que se apresenta. Neste estudo, realizou-se uma análise do arranjo físico de uma empresa fabricante de equipamentos pesados para movimentação de cargas. A empresa possui a peculiaridade de lidar com layout posicional, devido ao peso das peças, e por processo. Aplicou-se no estudo de caso uma análise dos níveis macro de planejamento de layout, considerando o grau de afinidade entre as Unidade de Planejamento de Espaço (UPE). Por meio dos diagramas de afinidade e de configuração foram feitas ponderações acerca dos tipos de arranjo utilizados, sua adequação e disposição de estoques em fábrica, bem como a forma como estes fatores afetavam o fluxo de materiais da fábrica. A análise do fluxo de materiais foi determinante para a geração de nova proposta de layout e orientação das instalações, embora a separação entre arranjo físico posicional e arranjo físico por processo tenha sido mantida. A análise se deu de forma qualitativa. Os resultados evidenciam que embora a empresa esteja sujeita às restrições da própria natureza dos seus produtos e as restrições estruturais das instalações o uso de ferramentas de análise do arranjo físico podem trazer à luz melhorias de fluxo que, além de benefícios em termos de eficência, podem trazer ganhos em termos de segurança e ergonomia para os colaboradores. 

Downloads

Publicado

2021-12-03