Atuação do fisioterapeuta no enfrentamento da pandemia Covid-19

Autores

  • Aline Muniz RIBEIRO Centro Universitário Cesuca
  • Luana Regina da Silva DIAS Centro Universitário Cesuca
  • Lara Stock PETRY Centro Universitário Cesuca
  • Bianca Pacheco RIBEIRO Centro Universitário Cesuca
  • Sandra Magali HEBERLE Centro Universitário Cesuca
  • Silvia Lemos FAGUNDES Centro Universitário Cesuca

Resumo

A pandemia chegou ao mundo e mudou a realidade da população que precisou adaptar-se ao isolamento. Na época, foi detectado uma “pneumonia misteriosa” em Wuhan, capital da província de Hubei, na China, que mais tarde foi identificada como o primeiro caso de Covid-19, o vírus que atingiu todo o planeta. Trinta dias depois, a OMS (Organização Mundial da Saúde) recebeu o primeiro alerta sobre a doença, febre, tosse e dispneia foram os sinais/sintomas mais frequentes, no entanto, podem não estar presentes, dificultando a definição dos casos, sintomas gastrointestinais e alteração de olfato ou paladar têm sido relatados entre casos leves, sendo a dispneia, o sintoma mais frequente entre os casos graves, com evolução ao óbito. A maior crise mundial dos últimos tempos foi responsável não só por milhões de casos e mortes, como também pelo colapso no sistema de saúde e na economia do país. A síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SARS-CoV-2) tornou-se a principal causa de mortalidade global por doenças infecciosas do mundo. A Covid-19 assim como outras doenças cardiopulmonares, sempre deixam sequelas, como a perda de massa muscular, falta de ar, tosse, fadiga entre outros diversos sintomas. O Fisioterapeuta tem papel importantíssimo na luta diária do Covid-19. Atua diretamente na linha de frente no combate à doença. Por se tratar de uma doença nova tem-se inúmeras lacunas para serem estudadas e solucionadas, e por isso, compreender a doença e focar em estudos e pesquisas é crucial para entendermos a doença e sabermos como combatê-la. O tratamento ideal para melhora dos sintomas e sequelas apresentadas por muitas pessoas acometidas com a doença, é a fisioterapia cardiopulmonar, melhorando assim, a expansão pulmonar a oxigenação periférica diminuindo a sarcopenia, promovendo a reabilitação. Ainda, a melhor forma de prevenção da doença, são os cuidados simples, como o distanciamento social, higienização das mãos, a utilização de álcool gel e uso de máscara. Só assim teremos algum sucesso no enfrentamento do Covid-19 no país. 

Downloads

Publicado

2021-12-03