Estímulos para o desenvolvimento neuropsicomotor normal da criança a partir da confecção de um painel sensorial

Autores

  • Gabriela Camejo de OLIVEIRA Centro Universitário Cesuca
  • Michelle Guzenski FERREIRA Centro Universitário Cesuca
  • Nathália Dimer MARTINS Centro Universitário Cesuca
  • Silvia Lemos FAGUNDES Centro Universitário Cesuca

Resumo

O desenvolvimento de uma criança é marcada pela ampliação de atividades que ela é capaz de realizar, e apesar das diferenças individuais de cada uma, possui alguns marcos em relação aos trimestres vividos. Tendo em vista o terceiro trimestre, que abrange do sétimo ao nono mês de vida do bebê, já se espera que a criança consiga ficar na posição sentada e realizar movimentos de rotação com o tronco, além de trocas de posturas, como por exemplo, permanecer ajoelhada e ficar na posição de gatas, aprimorando o seu equilíbrio com o movimento de balanço. Ademais, há o aperfeiçoamento da sua motricidade fina, uma vez que nesse período a criança começa a ter interesse em pegar objetos, primeiramente, com as mãos em forma de garra, e no ultimo mês, em formato de pinça com o indicador e o polegar, para segurar os objetos com firmeza. Outro sentido aguçado nesse trimestre é a audição, o que faz com que ela atente-se aos sons ao seu redor, virando-se para procurá-los. Contudo, algumas crianças possuem alterações que levam ao atraso do desenvolvimento normal, sendo a microcefalia um exemplo de doença neurológica que tem esse retraso. Levando em consideração o que a literatura aborda sobre o tema, bem como, a proposta da disciplina de fisioterapia neurofuncional na infância e na adolescência, na qual teve-se que criar um brinquedo com material de fácil aquisição e que estimulasse os marcos do desenvolvimento da criança, o objetivo do trabalho é apresentar o brinquedo elaborado, como foi feita a sua confecção, e também, como ele auxilia na evolução da criança. O brinquedo confeccionado foi o painel sensorial, ele foi feito totalmente com materiais recicláveis e de fácil acesso para que todos possam montar. A sua montagem ocorreu através da colagem de diversos utensílios em uma placa de MDF, tais como, esponjas, tampas plásticas, fitas de cetim, pompons de lã, plástico bolha, chocalho, entre outros. Como resultado da construção do painel teve-se que os materiais utilizados ajudaram a estimular os sentidos da criança, tais como visão, audição, tato e propriocepção, chamando a atenção dela por meio das cores vibrantes, dos barulhos que podem ser feitos e das diferentes texturas que podem ser encontradas. Além disso, com esse painel, ainda é possível trabalhar os movimentos motores grossos do bebê, como por exemplo, o equilíbrio para ficar sentado e o balanço, movimento de ir para frente para alcançar, como também, a motricidade fina que são os movimentos que a criança irá realizar para tocar os materiais do painel, como abrir as tampinhas ou apertar algo. A restauração do processo padrão é muito importante e a fisioterapia pediátrica necessita de técnicas e recursos lúdicos que estimulem o interesse da criança enquanto trata as disfunções adquiridas e/ou retarda o progresso, dessa forma, busca-se sempre promover qualidade de vida a ela, sendo assim, considera-se que a confecção desse brinquedo foi relevante para os estímulos sensoriais, e também, para auxiliar no processo de ativação neural e afirmação da neuroplasticidade.

Downloads

Publicado

2021-12-03