Demonstração da implantação da manutenção produtiva total (TPM) em uma empresa de compactação e sinterização de pó

Autores

  • Luís Fernando FREIND Centro Universitário Cesuca
  • Eduardo Roberto Soares BATISTA Centro Universitário Cesuca

Resumo

Com as exigências que os clientes reivindicam por qualidade, bom desempenho e prazo de entrega, as empresas buscam sempre melhorar seus processos de produção. Para atender a esses requisitos, os investimentos em máquinas, mão de obra qualificada e em gestão são cada vez maiores. Dentro do âmbito da gestão de manutenção, os trabalhos em manutenção preditiva e preventiva são fundamentais para a diminuição da participação da manutenção corretiva, um método de manutenção muitas vezes associado a uma postura mais reativa quanto à gestão de manutenção. O setor de manutenção, tendo uma boa gestão, demostra uma alternativa para que a empresa tenha um melhor resultado financeiro. Também está ligado diretamente no aumento da competitividade no ramo em que a fábrica atua. A empresa objeto desse estudo é de origem alemã e tem como principal atividade a fabricação de assento de válvulas e guias para o motor de combustão utilizando a compactação de pó de diferentes ligas metálicas. O Objetivo deste trabalho é demonstrar os ganhos em termos de aumento da disponibilidade de máquina pela implantação da Manutenção Produtiva Total (TPM) em uma empresa do ramo de Compactação e Sinterização de Pó. A disponibilidade é um indicador que mede o tempo em que a máquina em questão desempenha a função para a qual foi designada no tempo total designado para operação. Para o desenvolvimento deste trabalho primeiramente foram realizadas pesquisas bibliográficas sobre Manutenção Produtiva Total (TPM) e como implantar o método em diferentes ramos de indústrias brasileiras. Finalizada esta parte, foi desenvolvida uma apresentação para os técnicos do setor de manutenção com o interesse de mostrar a teoria e os benefícios que podem ser obtidos com o funcionamento do método TPM. Após isto, foi incentivado aos operadores realizarem o check-list criado para cada máquina da fábrica. Efetuou-se também pesquisas nos dados gerados pelos indicadores do setor de manutenção do ano de 2020 para serem comparados os números de horas gastas em manutenções corretivas, manutenções preventivas e manutenções programadas com o ano de 2021. Esses números foram comparados com a situação após a introdução do TPM e, assim, gerar dados para análises tendo em vista apresentar os resultados. Este é um trabalho em andamento, mas já apresenta resultados satisfatórios quanto ao aumento de disponibilidade de primeira prensagem nas guias, aumentando de 85,46% para 95,66%. Outros equipamentos também tiveram aumento, e os resultados estão sendo calculados para comparação com o ano de 2020. 

 

Downloads

Publicado

2021-12-03