Intralogística

operações seguras com maior sustentabilidade

Autores

  • Ernani Borges dos SANTOS Centro Universitário Cesuca
  • Gabriel TROVO Centro Universitário Cesuca
  • Daiane Renata MACHADO Centro Universitário Cesuca

Resumo

O crescimento constante e acelerado das indústrias passa pelo tema sustentabilidade. Considerando que para ser sustentável deve-se levar em consideração os aspectos políticos, ambientais e sociais, além dos econômicos, quando utilizado por organizações empresariais, o conceito “sustentabilidade” está tradicionalmente ligado à capacidade de se obter resultados financeiros positivos e, com isso, tornar as empresas viáveis economicamente. Com ações de sustentabilidade os recursos naturais não se esgotam rapidamente, podendo ser utilizados por gerações futuras, por isso é constante a mudança do mercado para estabelecer práticas mais conscientes e sustentáveis em seus processos. No que se refere à intralogística, essa busca no campo da inovação se mantém. Ou seja, é preciso planejar, gerenciar e otimizar os itens a serem armazenados de forma não somente cabível, mas também alinhada ao meio ambiente. Isso garante competividade e uma imagem positiva da empresa junto aos acionistas, colaboradores, clientes, órgãos não governamentais e a sociedade como um todo. O setor de intralogística apresenta uma oportunidade de solução sustentável com aumento da eficiência das atividades. Desta forma, o presente trabalho tem por objetivo a realização de uma pesquisa acadêmica, com foco em uma indústria voltada à produção de pneus, com o intuito de comprovar os benefícios gerados com a substituição de veículos à combustão, por veículos elétricos, no que diz respeito a tornar o ambiente mais seguro para operadores de equipamentos de movimentação e pedestres dentro do setor fabril contribuindo para a preservação ambiental. Os equipamentos de movimentação em questão são: empilhadeiras à combustão que utilizam o gás liquefeito de petróleo (GLP), diesel ou gasolina como fonte de energia. São estes combustíveis que geram gases poluentes que cooperam para a promoção de um ambiente prejudicial à saúde, especialmente em locais fechados ou com pouca ventilação. As empilhadeiras têm como função a locomoção dos produtos no centro de distribuição de uma fábrica. Como o ambiente desta indústria é parcialmente fechado, com exaustão limitada, gera-se um local de trabalho insalubre e danoso aos seus colaboradores e ao meio ambiente. Nessa perspectiva, a pesquisa em andamento classifica-se como um estudo de caso com uma metodologia qualitativa e quantitativa. A metodologia visa analisar os benefícios da implementação de empilhadeiras elétricas em relação a segurança e meio ambiente. Com isso para uma análise qualitativa, não somente serão utilizadas referências bibliográficas sobre o tema, mas também literaturas especializadas em fabricantes deste equipamento. Para a análise quantitativa serão realizadas pesquisas de campo junto aos setores de segurança “saúde, segurança e meio ambiente” (HSE) e manutenção buscando coletar dados por meio de gráficos e tabelas que justifiquem a inserção deste veículo industrial em meio fabril.

Downloads

Publicado

2021-12-03