Atuação do fisioterapeuta no tratamento de úlceras por pressão

Autores

  • Aline Muniz RIBEIRO Centro Universitário Cesuca
  • Sandra Magali HEBERLE Centro Universitário Cesuca

Resumo

Úlcera por pressão (UP) é definida como uma área de pele ou tecido lesionado, geralmente sobre uma proeminência óssea, resultante de pressão prolongada ou intensa, isolada ou combinada com forças de cisalhamento.UP é uma patologia complexa e multifatorial, desencadeada por fatores extrínsecos como a presença do indivíduo na mesma posição por períodos prolongados, e fatores intrínsecos como desnutrição, insuficiência vasomotora, vasoconstrição periférica, alterações no índice de massa corporal, presença de doenças crônicas, incontinência urinária e fecal. Assim, foram conduzidas buscas por artigos nas bases de dados Science Direct, PubMed e Google Acadêmico. Apesar da modernização dos cuidados de saúde, a prevalência de UP ainda é alta, principalmente em pacientes hospitalizados e com mobilidade comprometida, sendo que os pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) são mais vulneráveis a essas condições, pois estão expostos a inúmeros fatores de risco, algumas UP são evitáveis, entretanto, fatores como imobilidade física, que torna o indivíduo mais suscetível, a presença de déficit neurológico e redução da percepção sensorial, são fatores que dificultam a implementação de medidas preventivas. A fase inflamatória é estagnada pela isquemia devido à pressão prolongada, gerando insuficiência vascular nos tecidos subjacentes, com diminuição da oxigenação e consequentemente a redução das células responsáveis pela resposta inflamatória. Não existe tratamento padrão ouro preconizado para UP apesar disso, temos estudos com instruções e recomendações para prevenção no diagnóstico e no tratamento. O curativo com diferentes coberturas é o tratamento mais empreendido, porém o benefício no processo de cicatrização a médio e longo prazo depende da extensão e profundidade das úlceras e do estado clínico do paciente. Neste sentido, com intuito de acelerar o processo de cicatrização das lesões, o tratamento Fisioterapêutico com Fotobiomodulação (laser, infravermelho, ultrassom e eletroestimulação) tem sido bastante aplicado no tratamento de úlceras e feridas crônicas, com resultados muito positivos, cujos efeitos fotoquímicos, fotofísicos e fotobiológicos são capazes de alterar o comportamento celular consequentemente, favorecendo a reparação tecidual, a oxigenação celular e acelerando o reparo dos tecidos lesados. Com isso, ocorre aumento do fluxo sanguíneo, melhorando o trofismo e a oxigenação do metabolismo celular. Os resultados obtidos sugerem que a aplicação da Fotobiomodulação em pacientes com úlceras por pressão proporciona a melhora na cicatrização das úlceras, bem como a diminuição da área e da superfície da lesão. O fisioterapeuta atua a partir dos objetivos traçados, visando sempre às necessidades do paciente como um todo, a prevenção das úlceras por pressão, promovendo mudanças de decúbito, exercícios ativos e passivos, observando do estado geral do paciente, bem como a integridade física da pele e deambulação precoce.

Downloads

Publicado

2021-12-03