1. DICOTOMIAS LINGUÍSTICAS E JURÍDICAS E ARBITRARIEDADE EM “ANTÍGONA” DE SÓFOCLES: Algumas análises e aproximações

Autores

  • Dartagnan Ferrer dos SANTOS Complexo de Ensino Superior de Cachoeirinha - Cesuca
  • Celso Augusto Nunes da CONCEIÇÃO Complexo de Ensino Superior de Cachoeirinha - Cesuca

DOI:

https://doi.org/10.17793/rdd.v5i8.870

Palavras-chave:

Dicotomias, Linguística, Direito, Arbitrariedade

Resumo

Resumo: Busca-se com este artigo usar a peça “Antígona” de Sófocles para um estudo básico de algumas consagradas dicotomias linguísticas e jurídicas. Assim, no campo linguístico serão analisados os binômios “língua/fala” e “competência/desempenho”, enquanto na seara jurídica se examinará as oposições entre direito “natural/positivo” e “universal/local”. Posteriormente, na medida do possível, serão aproximadas as relações entre aquelas duas grandes áreas e se oferecerá uma analogia conceitual acerca das arbitrariedades linguística e jurídica, alicerçando-a na obra clássica.

Biografia do Autor

Dartagnan Ferrer dos SANTOS, Complexo de Ensino Superior de Cachoeirinha - Cesuca

Curso de Direito; Direito do Trabalho

Celso Augusto Nunes da CONCEIÇÃO, Complexo de Ensino Superior de Cachoeirinha - Cesuca

Curso de direito; Português jurídico

Referências

ALVES, Elizete Lanzoni. A interdisciplinaridade no ensino jurídico: construção de uma proposta pedagógica. In: O ensino jurídico interdisciplinar: um novo horizonte para o direito. MONDARDO, Dilsa, ALVES, Elizete Lanzoni e SANTOS, Sidney Francisco Reis dos (Orgs.). Florianópolis. OAB/SC Editora, 2005


ATIVISTAS afegãs rompem tradição e carregam caixão de mulher linchada. BBC Brasil. 22 mar. 2015. Disponível em: < http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2015/03/150322_mulheres_enterro_afeganistao_cc > Acessado em 3 mai. 2015.


BIELEFELDT, Heiner. Filosofia dos direitos humanos: fundamentos de um ethos de liberdade universal. São Leopoldo: Ed. Unisinos, 2000.


CHOMSKY, Noam. Estruturas Sintáticas. Portugal: Edições 70, 1980.


GÓMEZ, Ambrosio Velasco. Multiculturalismo y republicanismo. In: Ética y diversidad cultural. León Olivé (Org.). 2. ed. Ed. Fondo de Cultura Economica FCE, UNAM. México, 2004, p. 320-40.


JAPIASSÚ, Hilton e MARCONDES, Danilo. Dicionário básico de filosofia. 4. ed. atual. Rio de Janeiro. Editora Zahar, 2006.


KELSEN, Hans. Teoria Pura do Direito. Trad. João Baptista Machado. 7ª ed. Ed. Martins Fontes. São Paulo, 2006.


LATORRE, Angel. Introdução ao direito. Trad. Dr. Manuel de Alarcão. 5. Reimpressão. Ed. Almedina. Coimbra, 2002.


MINISTÉRIO público do trabalho investiga máfia que alicia chineses para trabalho escravo. O Globo. G1 Rio. Disponível em: < http://oglobo.globo.com/rio/ministerio-publico-do-trabalho-investiga-mafia-que-alicia-chineses-para-trabalho-escravo-15843730 > Acessado em 3. Mai. 2015.


MUTILAÇÃO de clitóris atinge 140 milhões no mundo. Estadão. São Paulo. Notícia de 23 out. 2007. Disponível em: < http://saude.estadao.com.br/noticias/geral,mutilacao-de-clitoris-atinge-140-milhoes-no-mundo,69178> Acessado em 3. Mai. 2015.


NOVA onda de imigrantes haitianos causa superlotação em paróquia. Folha de São Paulo. Thais Bilenky. São Paulo. 20 mai. 2015. Disponível em: < http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/05/1631279-nova-onda-de-imigrantes-haitianos-causa-superlotacao-em-paroquia.shtml> Acessado em 8 jul. 2015.


OLLERO, Andrés. España: limites del normativismo a la luz de la jurisprudencia constitucional sobre igualdad. In: CABANILLAS, Renato Rabbi-Baldi. (Coord.). Las razones del derecho natural: perspectivas teóricas y metodológicas ante la crisis del positivismo jurídico. 2. ed. corregida, reestructurada y ampliada. Buenos Aires: Editorial Ábaco de Rodolfo Depalma, 2008, p. 441-458.


PINKER, Steven. Tabula Rasa: a negação contemporânea da natureza humana ; tradução Laura Teixeira Motta. 2ª. Reimpressão. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.


PLATÃO. Diálogos VI: Crátilo, Cármides, Láques, Ion, Menexeno. São Paulo: Edipro, 2010.


RADBRUCH, Gustav. Filosofia do direito. Tradução e prefácios: L. Cabral de Moncada. Coimbra. 6. ed. rev.e acrescida dos últimos pensamentos do autor. Reimpressão. Coimbra: Ed. Armênio Amado, 1997.


RAMALHO, Maria do Rosário Paula. Da autonomia dogmática do direito do trabalho. Coimbra. Ed. Almedina, 2000.


SAUSSURE, Ferdinand. Curso de Linguística Geral. 7ª. ed. São Paulo: Cultrix, 1975.


SÓFOCLES. Antígona. Ed. Fundação Calouste Gulbenkian. 10ª ed., 2012.


TRIGEAUD, Jean-Marc. Francia: El complejo de Creonte. Gobernar las costumbres o censurar el Islam y las otras religiones. In: ______. (Coord.) Las razones del derecho natural: perspectivas teóricas y metodológicas ante la crisis del positivismo jurídico. 2. ed. corr. estructurada y ampliada. Buenos Aires: Editorial Ábaco de Rodolfo Depalma, 2008, p. 477-483.


VIGO, Rodolfo L. Iusnaturalismo vs. Iuspositivismo: um alegato iusnaturalista. In: CABANILLAS, Renato Rabbi-Baldi. (Coord.) Las razones del derecho natural: perspectivas teóricas y metodológicas ante la crisis del positivismo jurídico. 2. ed. corr. estructurada y ampliada. Buenos Aires: Editorial Ábaco de Rodolfo Depalma, 2008, p. 221-239.

Publicado

2015-09-19