1. MERCADOR DE VENEZA: HERMENÊUTICA FILOSÓFICA E SUA FUSÃO DE HORIZONTES ENTRE A OBRA DE ARTE E O DIREITO

Autores

  • Emerson Lima PINTO UNISINOS CESUCA UNILASALLE
  • Vanessa Steigleder NEUBAUER

DOI:

https://doi.org/10.17793/rdd.v3i5.533

Palavras-chave:

Filosofia. Direito. Hermenêutica. Interpretação

Resumo

Esse texto envolve a natureza da obra de arte, por uma análise á esta peça clássica de Shakespeare, a qual representa e suas interfaces com a Filosofia e o Direito. A possibilidade de ofensa aos direitos e garantias fundamentais e a dignidade da pessoa humana surge em nossa reflexão a partir do fio condutor que a hermenêutica filosófica gadameriana oportuniza no processo de hermenêutica que envolve a solução do conflito decorrente da inexecução contratual e da respectiva execução da clausula penal estabelecido no contrato de empréstimo. O Estado- Juiz é demandado a fim de equacionar a lide e, ao que tudo indica, a transação torna-se difícil uma vez que Shylock demonstra uma irascível disposição para composição. Assim este estudo bibliográfico aproximando os conceitos da Hermenêutica Filosófica de Gadamer a literatura de Shakespeare e ilustra a problemática aqui discutida a do princípio da dignidade da pessoa humana possibilita que por meio dele busque-se a proteção, mediante o reconhecimento de posições jurídico-subjetivas fundamentais, contra novas ofensas e ameaças à própria dignidade humana buscando concretizar o programa normativo do princípio da dignidade da pessoa humana que incumbe aos órgãos estatais garantir e, no Mercador de Veneza é garantido a Antônio e, talvez, negado à Shylock

Biografia do Autor

Emerson Lima PINTO, UNISINOS CESUCA UNILASALLE

Especialista em Ciencias Penais PUC/RS

Mestre Direito Publico /UNISINOS

Advogado

Doutorando em Filosiofia/UNISINOS

Referências

GADAMER, Hans-Gerg. VERDADE E MÉTODO: Traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. 4. Edição. Editora Vozes. 2002

GRINOVER, Ada Pellegrini (col.) Comentários a Lei Federal 9.099, de 26.09.1995. In. Juizados Especiais Criminais. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1996.

HESSE, Konrad. A força normativa da Constituição. Porto Alegre: Sergio Antônio Fabris, 1991.

LOPES, Ana Maria D”Avila. Os direitos fundamentais como limites ao poder de legislador. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Editor, 2001.

MOLINA, Antônio Garcia-Pablos. & GOMES, Luiz Flávio. Criminologia. 2 edição. Ver. E ampliada. Revista dos Tribunais, 1996.

ROHDEN, LUIZ. Hermenêutica Filosófica: Entre a linguagem da experiência e a experiência da linguagem. São Leopoldo, RS: Editora: Unisinos. 2002

SHAKESPEARE, William; tradução Beatriz Viégas-Faria. O mercador de Veneza. Porto Alegre, RS: L&PM. Edição POCKET. 2012

SANTAELLA, Lúcia. Práticas Semióticas. In: Produção de linguagem e ideologia. São Paulo, Cortez, 1996,

SARLET, Ingo Wolfgang. Dignidade da pessoa humana e direitos fundamentais, conteúdo e signifificado da noção de dignidade da pessoa humana. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2001.p.87.

STRECK, Lênio Luiz. Tribunal do Júri: Símbolos e Rituais.2 edição — Porto Alegre: Livraria do Advogado, 1993.

__________________. Hermenêutica e dogmática: aportes críticos acerca da crise do Direito e do Estado. In. Cadernos de Pesquisa do Curso de Mestrado em Direito Unisinos. Porto Alegre, Ed. Unisinos, 1997.

Downloads

Publicado

2013-12-30