FATORES QUE INFLUENCIAM NO CLIMA ORGANIZACIONAL DE UMA EQUIPE DE ATENDIMENTO AO CLIENTE

  • Fernanda dos Santos FERREIRA Faculdade Inedi - CESUCA

Resumo

Um bom clima organizacional é aspecto fundamental para execução de qualquer atividade. Todas as pessoas podem apresentar fragilidades em suas habilidades profissionais, por diversos fatores, sendo dos mais variados tipos. Essas, muitas vezes são supridas pela motivação, requerendo uma força interna ou externa, que impulsione a vontade e a transforme em movimento. O presente estudo tem como propósito analisar os fatores que influenciam diretamente no clima de uma equipe de atendimento ao cliente para realizar as atividades cotidianas com dedicação, buscando sempre atender bem os clientes. Muito discutido em todos os ramos trabalhistas, o clima organizacional vem agregar valores e culturas organizacionais que facilitem a elaboração de tarefas e auxiliem no trato dos profissionais, visando uma maior interação pessoal, gerando benefícios e recompensas positivas. Neste trabalho, o clima organizacional foi abordado a partir da identificação de teorias, fatores e estratégias que influenciam diretamente nas atividades cotidianas, relacionando-as com os pontos falhos que a empresa apresenta atualmente, até o encontro de uma proposta que permitiu identificar os fatores que norteiam as organizações na execução de suas atividades. Os resultados apontaram para três fatores principais como influenciadores do clima organizacional: Valorização e satisfação no ambiente organizacional; Remuneração e benefícios; e Gestores capacitados com boa equipe de trabalho. Palavras-chaves: clima organizacional. satisfação no ambiente de trabalho. atendimento ao cliente.

Referências

AGUIAR, Maria Aparecida Ferreira de. Psicologia aplicada à administração: uma introdução à psicologia organizacional. São Paulo: Atlas, 1989.
BARROS, Aidil de Jesus P. de; LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Projeto de pesquisa: propostas metodológicas. Petrópolis: Vozes, 2010.

BERGAMINI, Cecília W. Motivação nas organizações. 4.ed. São Paulo: Atlas, 1997.

______. Psicologia aplicada à administração de empresas: psicologia do comportamento organizacional. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

CHIAVENATO, Idalberto. Gerenciando pessoas: o passo decisivo para a administração participativa. São Paulo: Makron Books, 1992.

______. Gestão de pessoas: e o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 2.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

______. Gestão de pessoas: e o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 3.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

______. Planejamento, recrutamento e seleção de pessoal: como agregar talentos à empresa. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2006.

______. Recursos humanos: o capital humano das organizações. 9.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

ESTEVE, J. M. O mal-estar docente: a sala de aula e a saúde dos professores. São Paulo: EDUSC, 1999.

GIL, Antonio Carlos; Como elaborar projetos de pesquisa. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2002.

HERSEY, Paul; BLANCHARD, Kenneth H. Psicologia para administradores: A teoria e as técnicas da liderança situacional. São Paulo: EPU, 1986.

KOTLER, Philip. Administração de marketing. 10 ed. São Paulo: Pretice Hall, 2000.

LUCENA, Maria D. da Salete. Planejamento de recursos humanos. São Paulo: Atlas, 1995.

LUZ, Ricardo. Gestão do clima organizacional. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2010.

MARRAS, Jean Pierre. Administração de recursos humanos: do operacional ao estratégico. 3.ed. São Paulo: Futura, 2000.

MILKOVICH, George T.; BOUDREAU, John W. Administração de recursos humanos. São Paulo: Atlas, 2000.

MINAYO, Maria Cecília de Souza et al. (Org.) Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 2. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 1999.

MORAES, Roque. Uma tempestade Luz. Scielo, 2003.

MOSVICI, Fela. Desenvolvimento Interpessoal: Treinamento em grupo. 13.ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2003.

PIRÂMIDE de Maslow. Disponível em: Acesso em: 14 dez. 2013.

RIZZATTI, G. Análise de fatores significativos do clima organizacional da UFSC: contribuição para implantação do programa de qualidade. Dissertação (Mestrado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de santa Catarina, Florianópolis, 1995.

ROESCH, Sylvia Maria Azevedo. Projetos de estágio e de pesquisa em administração: guia para estágios, trabalhos de conclusão, dissertações e estudo de caso. 3.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

RUDIO, Franz Victor. Introdução ao projeto de pesquisa científica. 37.ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

SAMPIERI, Roberto Hernández; COLLADO, Carlos Fernández; LUCIO, Pilar Baptista. Metodologia de pesquisa. 3.ed. São Paulo: McGraw-Hill, 2006.
SCHWARTZMAN, S. O ensino superior no Brasil – 1998. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, 1999.

SILVA, Renato. Gestão do ensino superior. Curitiba: Juruá, 2009.

SPECTOR, Paul E. Psicologia nas organizações. São Paulo: Saraiva, 2003.
Publicado
2015-08-25
Como Citar
FERREIRA, Fernanda dos Santos. FATORES QUE INFLUENCIAM NO CLIMA ORGANIZACIONAL DE UMA EQUIPE DE ATENDIMENTO AO CLIENTE. REVISTA DE PÓS-GRADUAÇÃO: DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS - ISSN 2358-2774, [S.l.], v. 2, n. 3, p. 127 -164, ago. 2015. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/revposgraduacao/article/view/886>. Acesso em: 12 dez. 2017.
Seção
Artigos