6. A APLICAÇÃO DO PRINCÍPIO DA COOPERAÇÃO NO ÂMBITO DO PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO

  • Denise Fincato PPGD PUCRS
  • George Jales Carvalho

Resumo

A sociedade moderna, cada vez mais tecnológica, vem sofrendo constantes mudanças, cujos reflexos atingem a ciência do Direito. Gradualmente o uso da tecnologia é implementado no âmbito jurídico, de modo a facilitar o acesso e a celeridade processual. Nessa perspectiva, coube ao Poder Judiciário implementar um processo judicial eletrônico que permitisse uma maior participação das partes no resultado do processo, tornado-o mais democrático e participativo. Nesse estudo buscou-se estabelecer uma discussão, em face do novo Código de Processo Civil, acerca da aplicação do princípio da cooperação no âmbito do processo judicial eletrônico de modo a permitir a democratização do processo sem esquecer da tão almejada celeridade processual. Faz-se necessário, mediante a análise do referido princípio, refletir acerca do quanto o princípio da cooperação poderá promover um maior diálogo entre as partes, de modo a garantir uma decisão mais justa e efetiva.
Publicado
2016-04-06
Como Citar
FINCATO, Denise; CARVALHO, George Jales. 6. A APLICAÇÃO DO PRINCÍPIO DA COOPERAÇÃO NO ÂMBITO DO PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO. REVISTA JURÍDICA DO CESUCA, [S.l.], v. 3, n. 5, p. 130-152, abr. 2016. ISSN 23179554. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/revistajuridica/article/view/873>. Acesso em: 11 dez. 2017. doi: https://doi.org/10.17793/rjc.v3i5.873.

Palavras-chave

Princípio da Cooperação. Novo CPC. Processo Eletrônico