6. Projeto de intervenção

fluxograma para seguimento dos usuários em uso de PrEP

  • Aline Silva dos Santos DAPPER Cesuca- Faculdade Inedi
  • Gisele Cristina TERTULIANO Cesuca- Faculdade Inedi
  • Cristiane ALMEIDA Cesuca- Faculdade Inedi

Resumo

Introdução: A profilaxia Pré - Exposição ao HIV (PrEP), consiste no uso oral e diário de ARV, a fim de reduzir o risco de adquirir a infecção pelo HIV. No momento que a PrEP é indicada, deve-se realizar seguimento clínico e laboratorial a cada três meses. Primeiramente é realizado um acolhimento, seguindo algumas avaliações iniciais: avaliação de adesão, abordagem sobre o gerenciamento de risco e vulnerabilidades, avaliação da motivação para início da PrEP, avaliação da indicação do uso imediato de PEP (exposição de 72h.) e a realização de testes rápidos. Deve ser realizada também a orientação de possíveis eventos adversos e fortalecer medidas de prevenção. Após o acolhimento realizado pela equipe de enfermagem, será conduzida a consulta médica, demandando acompanhamento clínico e laboratorial, sendo consultas trimestrais, no qual será avaliado e/ou solicitado exames da função renal e hepática, será reavaliado a indicação de PEP, verificar vacinação de Hep B e prescrição de PrEP, primeira prescrição/dispensação de ARV para 30 dias e demais para 90 dias. As consultas de seguimento tem por finalidade garantir que o uso de PrEP permaneça necessário, monitorando eventos adversos e ISTs, possibilitando também verificar a adesão e descartar uma eventual infecção pelo HIV. Um aspecto importante e que requer atenção em todas as etapas é que sejam realizados os testes rápidos para HIV, Sífilis e Hepatites B e C, além da avaliação de sinais e sintomas de infecção aguda pelo HIV e teste de gravidez. Essa prática será iniciada em breve no município de Cachoeirinha, para isso, foi construído um guia de orientação e um fluxograma de forma clara e objetiva, o mesmo ficará exposto no SAE - Serviço de Atendimento Especializado de Cachoeirinha, com o intuito de facilitar o processo dos profissionais de saúde. Objetivo: Esclarecer de forma prática e facilitar aos profissionais a implementação à PrEP, serviço esse que será iniciado no município de Cachoeirinha. Metodologia: Trata-se de um resumo, realizado através da disciplina prática, Estágio Curricular I, na unidade SAE - Serviço de Atendimento Especializado, localizado no município de Cachoeirinha - RS, no período de 2019/2. Conclusão: O projeto de intervenção iniciou, a partir da possibilidade de implementar o novo serviço no município. Através do Protocolo clínico e diretrizes terapêutica para a Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) de riscos à infecção pelo HIV, foi possível pesquisar sobre o assunto trazendo informações atuais e consequentemente contribuindo para um maior conhecimento na construção do fluxograma e do guia de orientação. Concluo, então, o quanto é importante trazer materiais que facilitem o trabalho e aprimorando a prática dos profissionais, para desenvolverem ações positivas. 

Publicado
2020-06-24
Como Citar
DAPPER, Aline Silva dos Santos; TERTULIANO, Gisele Cristina; ALMEIDA, Cristiane. 6. Projeto de intervenção. REVISTA CUIDADO EM ENFERMAGEM-CESUCA - ISSN 2447-2913, [S.l.], v. 6, n. esp., p. 7, jun. 2020. ISSN 2447-2913. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/revistaenfermagem/article/view/1790>. Acesso em: 08 ago. 2020. doi: https://doi.org/10.26843/rcec.v0iespecial.1790.