1. Capacitação de primeiros socorros em uma estratégia de saúde da família

um relato de experiência

  • Camila da Rosa MARACCI Cesuca- Faculdade Inedi
  • Gisele Cristina TERTULIANO Cesuca- Faculdade Inedi
  • José Antônio SERRA Cesuca- Faculdade Inedi
  • Lívia Wierzynski PEDROSO Cesuca- Faculdade Inedi

Resumo

Introdução: A Atenção Primária compreende o primeiro nível de atenção ofertada para a população brasileira, considerada a porta de entrada preferencial para o atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente a Estratégia de Saúde da Família se destaca nessa categoria pelo vínculo criado entre a população adscrita e os profissionais de saúde, possibilitando o seguimento de um cuidado integral, com isso destaca-se a importância de atualizações frequentes de acordo com as necessidades que a comunidade apresenta. A educação continuada tem como propósito capacitar os profissionais para atender os usuários que procuram o serviço de maneira a seguir os princípios do SUS, especialmente a equidade. As situações de urgência e emergência podem surgir e elas são manejadas através do atendimento inicial dentro das condições estruturais e designadas para o setor terciário, ou seja, o hospitalar, por disporem das tecnologias duras mais adequadas para o atendimento. A condução do atendimento inicial adequado, segundo evidências científicas, traz aos pacientes maiores chances de sobrevida e diminuição de prejuízos fisiológicos, garantindo melhor prognóstico. Por intermédio da observação feita pela acadêmica, surgiu a temática de primeiros socorros para ser trabalhada na capacitação, proveniente da proposta de intervenção que pertence aos critérios a serem avaliados no estágio curricular. Objetivo: Relatar a experiência de uma acadêmica de enfermagem ao realizar uma capacitação de primeiros socorros em uma Estratégia de Saúde da Família para todos os servidores da unidade como proposta de intervenção do estágio curricular. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência sobre a vivência de uma graduanda do curso de enfermagem ao ministrar uma capacitação de primeiros socorros adulto e infantil no segundo semestre de 2019, durante o estágio curricular I que contempla a Atenção Primária. Após ser discutido e aprovado enfermeiros assistenciais do local a ideia da intervenção da discente, o dia mais adequado foi escolhido e os demais membros da equipe foram comunicados. Os participantes foram oito agentes comunitários de saúde, um técnico e um auxiliar de enfermagem, um enfermeiro, uma médica, um agente administrativo e a coordenadora administrativa da unidade que está localizada na região metropolitana de Porto Alegre. O treinamento teve a carga horária de 2 horas e teve no cronograma os seguintes conteúdos: manobra de Heimlich, reconhecimento dos primeiros sinais de um Acidente Vascular Encefálico, reconhecimento e manejo de uma parada cardiorespiratória. Além da prática ofertada com o uso de manequins para reanimação cardiopulmonar. Resultados e Conclusões: Percebeu-se que os servidores tinham uma noção de primeiros socorros porém muitas dúvidas e inseguranças pairavam sobre eles para aplicação dos conhecimentos prévios. Durante o tempo da capacitação, pode-se esclarecer como proceder nas situações de emergência e urgência que poderão ser encontradas nas ruas ou até mesmo dentro da própria unidade, foi esclarecido que antes de prestar um socorro a cena deverá ser avaliada para o socorrista não se torna mais uma vítima. Atingiu-se o resultado esperado com a intervenção e observou-se a satisfação dos servidores ao terem suas dúvidas sanadas e por desfrutar de um momento de adquirir novos conhecimentos.


 

Publicado
2020-06-24
Como Citar
MARACCI, Camila da Rosa et al. 1. Capacitação de primeiros socorros em uma estratégia de saúde da família. REVISTA CUIDADO EM ENFERMAGEM-CESUCA - ISSN 2447-2913, [S.l.], v. 6, n. esp., p. 1-2, jun. 2020. ISSN 2447-2913. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/revistaenfermagem/article/view/1785>. Acesso em: 08 ago. 2020. doi: https://doi.org/10.26843/rcec.v0iespecial.1785.