7. PARTICIPAÇÃO DO ENFERMEIRO OBSTETRA NO TRABALHO DE PARTO COM DISTÓCIAS

REVISÃO DE LITERATURA

  • Christina Souto Cavalcante COSTA FESGO- Brasil
  • Nilcélia Alves Pedrosa DIAS Instituo Health de Pós-Graduação
  • Zulmira Francisca DOURADO Instituto Health de Pós-Graduação

Resumo

Este estudo tem como objetivo descrever a participação do enfermeiro na assistência ao trabalho de parto normal com distócias, conforme a literatura. Método: estudo bibliográfico, descritivo e exploratório, realizou-se uma busca no banco de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Sistema Latino-Americano e do Caribe de Informações em Ciências da Saúde (LILACS), Scientific Eletrônic Library Online (SCIELO) e Bancos de dados em enfermagem (BDENF). Resultados: os estudos revelam que a participação do enfermeiro na assistência ao trabalho de parto normal com distócias é importante pois dá ênfase às necessidades individuais do binômio mãe-feto, atendendo em tempo hábil qualquer situação de risco. Além disso, os enfermeiros promovem segurança e confiança, resultantes de um processo humanizado que envolve desde as ações fisiológicas à atenção à família. Conclusões: o parto natural conduzido por um enfermeiro obstetra revela, não somente autonomia da parturiente, mas o fortalecimento do vínculo profissional-família, relação esta que pode levar à ruptura da cultura de parto cirúrgico desnecessário.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

ENFERMEIRA, PÓS-GRADUANDA EM ENFERMAGEM OBSTETRÍCA PELO INSTITUTO HEALTH

##submission.authorWithAffiliation##

ENFERMEIRA, PÓS-GRADUANDA EM ENFERMAGEM OBSTETRÍCA PELO INSTITUTO HEALTH

Publicado
2019-03-01
Como Citar
COSTA, Christina Souto Cavalcante; DIAS, Nilcélia Alves Pedrosa; DOURADO, Zulmira Francisca. 7. PARTICIPAÇÃO DO ENFERMEIRO OBSTETRA NO TRABALHO DE PARTO COM DISTÓCIAS. REVISTA CUIDADO EM ENFERMAGEM-CESUCA - ISSN 2447-2913, [S.l.], v. 5, n. 6, p. 82-92, mar. 2019. ISSN 2447-2913. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/revistaenfermagem/article/view/1424>. Acesso em: 14 nov. 2019. doi: https://doi.org/10.26843/rcec.v5i6.1424.