1. PERCEPÇÃO DE ACADÊMICOS DA SAÚDE SOBRE DESCARTE ADEQUADO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DA SAÚDE

  • Sandra Oliveira SANTOS Faculdade Estácio de Sá de Goiás
  • Luciana Macedo dos SANTOS
  • Stefani Lima de Oliveira AZEVEDO
  • Denise Gonçalves PEREIRA
  • Christina Souto CAVALCANTE
  • Sue Christine SIQUEIRA

Resumo

Introdução: Os resíduos sólidos de serviços de saúde devem ser adequadamente dispensados a fim de evitar riscos para a saúde humana e ambiental. A aplicação de leis e resoluções inerentes à temática possibilita o controle mais adequado no descarte dos mesmos, enquanto não se estabelece uma política mais acirrada na contenção de produção de resíduos sólidos da saúde. Objetivo: analisar o conhecimento de alunos de nono e décimo período do curso de farmácia de uma IES sobre adequado descarte de resíduo da saúde.  Metodologia: Fez-se assim uma pesquisa por meio de questionário com um grupo de alunos do nono e décimo período do curso de Farmácia de uma IES (Instituição de Ensino Superior) que se dispuseram a participar e a assinar o termo de consentimento livre esclarecido sobre o conhecimento dos descartes adequados para esses resíduos. Resultados: Os resultados obtidos permitiram a verificação que entre os alunos pesquisados há conhecimento dos principais problemas que assolam as Unidades de Saúde quanto ao descarte inadequado de resíduos. Conclusões/considerações finais: O produto dessa pesquisa sugere que as informações estão sendo repassadas no âmbito acadêmico embora acidentes no cotidiano dessas unidades continuem acontecendo.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Professora da Faculdade Estácio de Sá de Goiás, Mestre em Biologia, Médica Veterinária com complementação em Biologia, Gestora Ambiental e especialista em Saúde Pública e Tecnologia em Alimentos

Publicado
2018-02-08
Como Citar
SANTOS, Sandra Oliveira et al. 1. PERCEPÇÃO DE ACADÊMICOS DA SAÚDE SOBRE DESCARTE ADEQUADO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DA SAÚDE. REVISTA CUIDADO EM ENFERMAGEM-CESUCA - ISSN 2447-2913, [S.l.], v. 4, n. 5, p. 1-13, fev. 2018. ISSN 2447-2913. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/revistaenfermagem/article/view/1287>. Acesso em: 16 jun. 2019.