A proteção das pessoas idosas durante a pandemia Covid-19

  • Carin THIESEN Centro Universitário Cesuca
  • Elisana DIAS Centro Universitário Cesuca
  • Sandra KOLESNY Centro Universitário Cesuca
  • Cristiane Feldmann DUTRA Centro Universitário Cesuca

Resumo

Nas gerações anteriores, os idosos, além de números reduzidos, naturalmente eram atendidos pela própria família e geralmente a mulher, como dona de casa assumia essa missão. Com a saída da mulher para o mercado de trabalho e o aumento da longevidade, foi surgindo a necessidade cada vez maior de buscar formas de cuidados para atenuar os efeitos que o avanço da idade causa. Mas além disso, a violência, o desrespeito e até mesmo, o abandono também fazem parte dessa realidade. À partir de Tratados internacionais, da nossa própria Constituição Federal e Estatuto do idoso, começaram algumas mudanças, que foram insuficientes. Com o advento da pandemia, a necessidade de medidas de emergência para proteger os idosos, principalmente pelo isolamento social não foi suficiente, sendo este grupo, o mais afetado pela COVID-19 causando a morte de milhares de idosos. O impacto causado por essa pandemia se estende ao mundo todo, mas nos países em desenvolvimento, como o Brasil, as dificuldades tomaram grandes proporções. Diante disso, nossos governantes precisaram tomar medidas para conter o avanço da doença e ajudar os idosos que estão no grupo de risco com maior número de óbitos. A fim de buscar soluções para fazer um enfrentamento desse estado de calamidade, através de pesquisa bibliográfica de livros, artigos, legislação, notícias e sites oficiais. 

Publicado
2021-01-12
Como Citar
THIESEN, Carin et al. A proteção das pessoas idosas durante a pandemia Covid-19. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - ISSN 2317-5915, [S.l.], n. 14, p. 28-35, jan. 2021. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1907>. Acesso em: 01 mar. 2021.