Métodos terapêuticos para tratamento da condromalácia patelofemoral em atletas de alto desempenho

  • Bruna Fernanda Santos de SOUZA Centro Universitário Cesuca
  • Mariana Brito da SILVA Centro Universitário Cesuca
  • Emanuelle Francine Detogni SCHMIT Centro Universitário Cesuca

Resumo

A condromalácia patelofemoral pode ser definida como uma doença cartilaginosa entre a patela e o fêmur, logo, esse termo se refere a uma doença da cartilagem, um tecido com quatro camadas rígidas que serve basicamente para absorver a energia cinética entre os ossos do joelho, essa articulação patelofemoral sofre uma sobrecarga naturalmente, mas, quando se trata de atletas com um alto desempenho, como corredores por exemplo, a carga é ainda maior, o que os predispõe ao desgaste precoce dessa cartilagem. Desta forma, uma vez com essa lesão na camada da cartilagem o desafio enfrentado por esse atleta é a cicatrização rápida, por ser um tecido com pouca vascularização o retorno é mais lento. Os sinais dessa patologia envolvem algia na região, derrame articular, estalidos e até mesmo atrofia muscular. O tratamento geralmente não é cirúrgico, são utilizadas aplicações de Ácido Hialurônico associado a um essencial tratamento Fisioterapêutico. A cirurgia é recomendada em casos de falha no tratamento não cirúrgico ou em traumas maiores, como luxação de patela. Diante do exposto, o objetivo deste estudo é apresentar os Métodos Terapêuticos possíveis para um eficaz tratamento Fisioterapêutico em atletas com o desenvolvimento de condromalácia patelofemoral por excesso de carga do mesmo. Podemos citar algumas terapias usadas para essa degeneração da cartilagem do joelho como: A Hidroterapia, sendo uma atividade terapêutica que consiste na realização de exercícios dentro da piscina de água aquecida, estudos realizados mostram a eficácia na diminuição no quadro álgico, aumento de amplitude de movimento (ADM), além do ganho de força muscular;  A Eletroestimulação também se faz uma aliada ao tratamento, sendo uma área da eletroterapia, é possível através dessa eletricidade auxiliar no tratamento. Entre as correntes mais utilizadas temos o TENS, responsável por colaborar no alivio da dor e acelerar o processo cicatricial, temos também o FES, onde umas de suas propriedades é ser um agente ativador da musculatura, com o intuito de melhorar a ação dos músculos dando estabilidade a musculatura; E a Cinesioterapia com a elaboração de exercícios e alongamentos para melhora da mobilidade e também aumento da vascularização, trazendo benefícios na cicatrização.  

Publicado
2021-01-12
Como Citar
SOUZA, Bruna Fernanda Santos de; SILVA, Mariana Brito da; SCHMIT, Emanuelle Francine Detogni. Métodos terapêuticos para tratamento da condromalácia patelofemoral em atletas de alto desempenho. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - ISSN 2317-5915, [S.l.], n. 14, p. 248, jan. 2021. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1890>. Acesso em: 24 sep. 2021.