Estabilidade de cor de laminados cerâmicos cimentados com cimento resinoso fotoativado ou resina composta termo modificada

  • Patricia FRANKEN Centro Universitário Cesuca
  • Vinicius MAGNUS Centro Universitário Cesuca

Resumo

 A cimentação de facetas de porcelana geralmente é realizada com cimentos resinosos fotoativados. Porém, as resinas termo modificadas também têm sido utilizadas para esta prática clínica, as quais são aquecidas através de um dispositivo a uma determinada temperatura com o intuito de diminuir sua viscosidade para a cimentação. Este estudo teve como objetivo avaliar a estabilidade de cor de facetas de porcelana cimentadas com cimento resinoso fotoativado ou resina composta termo modificada. Foram realizados preparos cavitários em dentes bovinos para a futura confecção de facetas de porcelana. Posteriormente, os preparos foram digitalizados através de um scanner intraoral, foi realizado o desenho da peça cerâmica, fresagem dos blocos cerâmicos de dissilicato de lítio e cristalização. Em um grupo as facetas de porcelana foram cimentadas com cimento resinoso fotoativado (CR) e no outro grupo os laminados foram cimentados com resina composta termo modificada (RT) (n=6). As amostras foram submetidas ao teste de cor inicial através de um aparelho de espectrofotômetro. Foram realizadas três medidas de cor em cada dente (terços incisal, médio e cervical) e os valores médios das coordenadas de cores (L*, a*, b* e C*) foram obtidos. Os resultados foram analisados através do teste t não-pareado (?=0,05). Os resultados mostraram que não ouve diferença estatística entre os agentes de cimentação em relação as coordenadas de cor L*, a*, b* e C* (p > 0,05). Concluiu-se que o cimento resinoso e a resina composta termo modificada não foram capazes de interferir na cor inicial das facetas de porcelanas.


 

Publicado
2021-01-12
Como Citar
FRANKEN, Patricia; MAGNUS, Vinicius. Estabilidade de cor de laminados cerâmicos cimentados com cimento resinoso fotoativado ou resina composta termo modificada. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - ISSN 2317-5915, [S.l.], n. 14, p. 472-481, jan. 2021. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1841>. Acesso em: 01 mar. 2021.