Prática de estágio em psicologia em meio a pandemia

relato de experiência

  • Thalita Francieli CORSO Centro Universitário Cesuca
  • Katiane Lilian da SILVA Centro Universitário Cesuca
  • Ana Claudia Menini BEZERRA Centro Universitário Cesuca

Resumo

O presente artigo teve como objetivo apresentar um relato de experiência de estágio profissional em Psicologia, em meio a pandemia do novo coronavírus. A partir dos pressupostos da abordagem psicanalítica, pretendeu-se refletir quais as implicações da pandemia no desenvolvimento do estágio, bem como os sentimentos despertados. A prática de estágio foi desenvolvida no Núcleo Clínico do Serviço-Escola de Psicologia de um centro universitário na região metropolitana de Porto Alegre/RS, no qual realizam-se atendimentos clínicos individuais. Em um primeiro momento, as atividades presenciais do serviço foram suspensas, seguindo os decretos municipais e as orientações das instituições sanitárias. Neste momento, muitas angústias e questionamentos surgiram, tais como o medo de se contaminar ou transmitir o vírus, além do sentimento de frustração por estar impossibilitada de exercer a prática em um momento mundial tão difícil. Somente após um decreto municipal e uma série de medidas de prevenção, as atividades foram retomadas com os pacientes que não fossem dos grupos de risco da Covid-19 e não tivessem comorbidades. Embora o cenário pudesse acarretar em elevados níveis de ansiedade, as demandas dos pacientes atendidos apresentaram uma urgência relacionada a demandas subjetivas pré-existentes, não se restringindo à pandemia. Durante o período de suspensão das atividades, as supervisões locais e acadêmicas continuaram acontecendo de maneira remota, possibilitando aos estagiários um espaço de acolhimento e troca de experiências, além da discussão dos casos em atendimento. A experiência de estágio em meio à pandemia mostrou-se desafiadora, porém de extrema importância, na qual, a partir da apreensão dos conceitos da Psicanálise, foi possível compreender o papel do psicólogo neste momento, bem como ressignificar a prática, voltando-a ao cuidado e a atualização profissional. Além disso, concluiu-se que o tratamento pessoal é imprescindível para a realização da prática de estágio, oferecendo ao estagiário um espaço de fala e elaboração.

Publicado
2021-01-12
Como Citar
CORSO, Thalita Francieli; SILVA, Katiane Lilian da; BEZERRA, Ana Claudia Menini. Prática de estágio em psicologia em meio a pandemia. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - ISSN 2317-5915, [S.l.], n. 14, p. 575-583, jan. 2021. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1829>. Acesso em: 03 mar. 2021.