O impacto gerado pela maquete física e pela maquete eletrônica (virtual) nos observadores

  • Dionatan dos Santos BANDEIRA Cesuca- Faculdade Inedi
  • Joice Giuliani Krás BORGES Cesuca- Faculdade Inedi

Resumo

As maquetes podem ser físicas ou eletrônicas (virtuais), ambas possuem um forte apelo visual, pois é a representação do projeto proposto. São reproduzidas em escalas menores ou maiores e podem ser confeccionadas em diversos materiais e também por variados programas de computadores. O forte apelo visual gerado através representação por maquetes, gera no observador leigo um grande impacto, que as plantas técnicas em 2d, como, plantas baixas, plantas de corte e fachadas, dificilmente geram nas pessoas. Nas plantas técnicas os observadores não conseguem visualizar espaços, dimensões, proporções, materiais, mobílias, etc. Por outro lado, nas reproduções tridimensionais, o observador consegue compreender com maior clareza o volume, os detalhes de fachada, a circulação interna e externa, a disposição dos possíveis mobiliários, o entorno, etc. de uma maneira mais “real”.  Esse projeto não foi confeccionado a um cliente especifico, mas sim a uma realidade pré-determinada a disciplina de Projeto I, da Professora Joice Giuliani Kras Borges e em conjunto com a disciplina de Computação gráfica do professor Tiago Vieira Baialardy. Trata-se de uma residência unifamiliar de dois pavimentos, localizada na Av. Ecoville, no bairro Sarandi na cidade de Porto Alegre/RS. O projeto possui uma área total do terreno de 460 m² e a área total construída é de 253,15m². A residência está dividida e disposta da seguinte forma: Na parte inferior, térreo, temos uma sala de estar e TV, com pé-direito duplo e com lareira, ao lado, a sala de jantar com acesso ao deck da piscina e integrado a uma cozinha Gourmet com churrasqueira, têm-se ainda, um dormitório, banheiro e lavanderia. Na parte superior têm-se três suítes com closet e uma com sacada com vista para a Avenida. A maquete física feita manualmente e a virtual, projetada através do software SketchUp 3D, causam um grande entusiasmo aos observadores, uma vez que geram um tipo de “lar imaginário”. Em função disso, o observador inicia um processo de discussão de suas próprias necessidades, trazendo diversas sugestões, necessidades e relatam o que pra eles é novidade e seria interessante agregarem em seu futuro projeto. Um processo que só foi possível após essa visualização das maquetes, pois com as demais plantas técnicas de projeto arquitetônico não foi possível. Neste contexto, foi notório, que as maquetes geram certo encanto pela facilidade de compreensão e por mostrarem uma realidade palpável às pessoas, além de chamar a atenção e despertar curiosidade delas. A pesquisa contou com algumas indagações, às pessoas que apresentei os dois métodos de maquete. Foi perguntado o que era mais fácil de compreender entre as plantas técnicas e as projeções tridimensionais, e ainda, se seria interessante em seus futuros projetos à visualização dessas maquetes. Foi unanime, todos responderam que queriam as maquetes e que inclusive as guardariam como recordação e que facilita muito a compreensão e que conseguem de fato entender o que está sendo proposto pelo profissional.

Publicado
2019-12-30
Como Citar
BANDEIRA, Dionatan dos Santos; BORGES, Joice Giuliani Krás. O impacto gerado pela maquete física e pela maquete eletrônica (virtual) nos observadores. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - ISSN 2317-5915, [S.l.], n. 13, p. 3-4, dez. 2019. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1677>. Acesso em: 10 ago. 2020.