Capacitação sobre novo código de ética e legislação da enfermagem brasileira

um relato de experiência

  • Franciele Guliez BITENCOURT Cesuca- Faculdade Inedi
  • Dayane de Aguiar CICOLELLA Cesuca- Faculdade Inedi

Resumo

Introdução: O novo Código de Ética da Enfermagem Brasileira foi obra de um amplo e democrático debate que ocorreu no decorrer do ano de 2017, ele concilia a defesa da sociedade com a proteção aos profissionais de Enfermagem. O documento incorpora adequações às mudanças tecnológicas, particularmente no que diz respeito ao uso de redes sociais, orientando condutas desses profissionais. O novo código representa um grande avanço, por dialogar com a realidade atual da sociedade, influenciando diretamente na atuação da Enfermagem. É imprescindível que os profissionais conheçam e tenham condutas amparadas em preceitos éticos e legais. Para tanto é fundamental capacitação constante sobre o tema. Objetivo: Relatar a experiência discente no desenvolvimento de uma atividade de capacitação para a equipe de enfermagem em uma unidade de internação clínica, pré e pós cirúrgica sobre o novo Código de Ética e Legislação que sustentam a Enfermagem Brasileira. Metodologia: Relato de experiência a partir de Práticas de Gestão em Enfermagem realizadas em um hospital de médio porte da região metropolitana de Porto Alegre. A capacitação ocorreu nos dias 15/05/2019 e 16/05/2019, na própria unidade, de forma a facilitar a participação da equipe e oportunizar a troca de conhecimentos. Inicialmente foi realizado um quiz de perguntas e respostas, no qual o profissional retirava as perguntas de dentro de uma caixa e respondia se a afirmação estava correta ou falsa com base no novo Código de Ética 2018. Por fim, foi entregue para cada profissional de Enfermagem um livreto de bolso do Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul com o novo Código de Ética e regulamentação do exercício da Enfermagem, também foi fornecida uma lista de presença para assinatura de cada participante, que servirá para posterior encaminhamento de certificados de participação, validados pela instituição de ensino superior. Resultados: Em um primeiro momento, a equipe de enfermagem demonstrou certa resistência em participar da capacitação, pois relataram alta demanda de trabalho e receio ao atraso de suas rotinas diárias. Durante a capacitação foi possível perceber o crescente interesse sobre o assunto, ao perceberem que é necessário conhecer o seu Código de Ética e estar amparado pelo mesmo dentro de suas atividades legais. Foram sanadas algumas dúvidas principalmente no assunto de redes sociais que os profissionais apresentavam, formando assim uma troca de conhecimentos. Ao final, agradeceram e elogiaram o livreto de bolso, dizendo que é fundamental tê-lo por perto que irá facilitar no dia a dia caso haja alguma dúvida. Considerações finais: É possível perceber que há um importante despreparo e falta de treinamento das equipes de enfermagem quanto a sua legislação. Diante do exposto, fica claro que a educação permanente se torna necessária para a qualidade da assistência e um cuidado de excelência.

Publicado
2020-01-02
Como Citar
BITENCOURT, Franciele Guliez; CICOLELLA, Dayane de Aguiar. Capacitação sobre novo código de ética e legislação da enfermagem brasileira. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - ISSN 2317-5915, [S.l.], n. 13, p. 250-251, jan. 2020. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1580>. Acesso em: 26 out. 2020.