Revisão e construção de protocolos assistenciais

um relato de experiência

  • Andiel Ramos KRÜGER Cesuca
  • Caren Lidiane ORGUIM
  • Daniela de Matos BOBEL
  • Janaina da Cruz CARDOSO
  • Sabrina da Silva OLIVEIRA
  • Shaiane Favretto da SILVA
  • Dayane de Aguiar CICOLELLA Cesuca- Faculdade Inedi

Resumo

Introdução: Os procedimentos operacionais padrão (POPs) têm como objetivo padronizar e qualificar a assistência prestada. Sendo assim, devem estar sempre atualizados e revisados, afim de cumprir o seu papel dentro da instituição. Objetivos: Relatar as percepções das discentes acerca das experiências vivenciadas na disciplina Prática de Gestão em Enfermagem, para a construção e revisão de Protocolos Assistenciais, em uma instituição hospitalar.  Metodologia: Trata-se de um relato de experiência. O tema foi escolhido por permitir relatar as práticas vivenciadas pelas autoras, o que será significativo para sua formação acadêmica. O cenário de estudo foi um hospital de médio porte, da região metropolitana de Porto Alegre. Resultados: A revisão e construção de novos protocolos deu-se a partir de uma análise prévia dos Procedimentos Operacionais Padrão (POPs) pré-existentes na instituição. Após, foram selecionados dois protocolos para serem revisados (Curativo de catéter venoso central e Administração de medicamentos via intramuscular) e um para ser construído (Rotina de descarte correto de resídos).  A escolha dos mesmos foi realizada a partir da necessidade de atualizações, conforme protocolos de boas práticas assistenciais desenvolvidas pelo Ministério da Saúde, associada as literaturas de enfermagem baseadas em melhores evidências para o cuidado em saúde. As adaptações dos protocolos foram realizadas em dois encontros na instituição de ensino superior, onde as discentes puderam experenciar a busca de informações atualizadas em literaturas, discutindo e organizando sistematicamente as revisões/alterações. Posteriormente, foi possível adaptar a revisão aos modelos de protocolos pré-existentes na instituição de saúde. Considerações finais: A revisão e elaboração dos protocolos assistenciais permitiu para as discentes um olhar mais amplo, referente aos processos que garantem cuidados seguros e qualificados envolvidos no cuidado com os pacientes.

Publicado
2018-12-17
Como Citar
KRÜGER, Andiel Ramos et al. Revisão e construção de protocolos assistenciais. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - ISSN 2317-5915, [S.l.], n. 12, p. 155, dez. 2018. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1483>. Acesso em: 23 maio 2019.