A importância dos materiais didáticos manipulativos nos primeiros anos da Educação Infantil

  • Elen Karine SOUZA Cesuca
  • Anderson Moraes FREITAS Cesuca
  • Gabriele Bonotto SILVA Cesuca- Faculdade Inedi

Resumo

O seguinte resumo tem como objetivo apresentar a importância dos materiais didáticos manipulativos desde os primeiros anos da Educação Infantil, a partir de algumas observações realizadas na turma do Mini Maternal com idade entre 1 e 2 anos em uma escola privada no município de Cachoeirinha. A criança quando começa a frequentar a Educação Infantil, durante o período de adaptação, passa por um momento de estranhamento, por ser um ambiente novo, com uma rotina diferenciada e com pessoas que não está habituada. Conforme o passar do tempo o vínculo entre professor e aluno vai se aprofundando através de brincadeiras, rodas de conversa e afeto. Passado este período, a criança estará mais apta a introdução dos materiais didáticos em sua rotina. Com isso, sabemos que quando um bebê brinca de jogar objetos, vai aprendendo que o objeto cai, que há objetos mais leves, um pouco pesados, bem pesados e que podem controlar o movimento do objeto que arremessa conforme o jeito que ele é lançado, ou seja, a criança aprende sobre a densidade dos objetos a partir disto começa a noção de ação e reação. Para Maria Montessori (1965) a criança é capaz de aprender sozinha, ela também pode contar com o auxílio de materiais específicos, que proponham novos desafios e proporcionado sua própria autonomia, dando a ela a chance de perceber e aprender com seus próprios erros, dando a ela total liberdade para repetir quantas vezes quiser cada exercício.  Através de práticas junto a turma vamos identificar a real importância destes materiais no desenvolvimento desta criança.

Publicado
2018-12-17
Como Citar
SOUZA, Elen Karine; FREITAS, Anderson Moraes; SILVA, Gabriele Bonotto. A importância dos materiais didáticos manipulativos nos primeiros anos da Educação Infantil. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - ISSN 2317-5915, [S.l.], n. 12, p. 231, dez. 2018. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1436>. Acesso em: 19 jan. 2019.