Fluxograma para manejo de exposição à material biológico

experiência do litoral norte gaúcho

  • Tiago ANDRADE
  • Jéssica HOFFMANN
  • Sabrina KOBUS
  • Lucélia Caroline dos Santos CARDOSO

Resumo

Introdução: Visualiza-se a importância do esclarecimento quanto ao acidente ocorrido por material biológico. Existem 4 tipos de exposição: Percutâneas, onde ocorrem lesões por instrumentos perfurantes e cortantes; Mucosas, quando há respingos na face envolvendo olho, nariz, boca ou genitália;Cutânea, onde ocorre o contato com pele não íntegra, com dermatites ou feridas abertas; Mordeduras humanas, onde é considerada de risco quando envolvem a presença de sangue, devendo ser avaliadas para aquele indivíduo que provocou a lesão quanto aquele que tinha sido exposto.Com ênfase no Programa de controle médico de saúde ocupacional-PCMSO, NR 7, foi apresentado à disciplina de Vigilância epidemiológica, sanitária e ambiental em enfermagem a elaboração de instrumento norteador de práticas a profissionais expostos à material biológico. Objetivo: Apresentar fluxograma para condução de casos de exposição a material biológico em instituição hospitalar do litoral norte gaúcho.Metodologia: Relato de experiência dos acadêmicos de enfermagem do Centro Universitário Cenecista de Osório acerca da elaboração de material ilustrativo que possa notar o manejo das situações de exposição à material biológico.Resultados: A partir de informações coletadas diretamente com o setor de segurança ocupacional os acadêmicos de enfermagem avaliaram e detectaram pontos a serem trabalhados em situações de exposição à material biológico. De posse dessas informações construiu-se fluxograma ilustrativo para condução dessas situações. Tendo início no momento da notificação do caso pela profissional ou enfermeiro responsável pelo setor, todo processo referente à realização de exames em fonte conhecida, uso ou não de terapia antirretroviral e acompanhamento do funcionário de forma longitudinal está descrito de forma didática em etapas bem delimitadas até o desfecho dos casos. A longitudinalidade da assistência é considerada, tendo em vista o período de janela imunológica. Em casos específicos, o início da terapia antirretroviral é iniciada o mais precocemente possível, bem como apoio psicológico. Considerações finais: A exposição com material biológico é um problema que ocorre em hospitais, laboratórios e demaisambientes da área da saúde. O correto manejo das situações de risco previnem a transmissão de doenças infectocontagiosas. Espera-se que o fluxograma possa facilitar acompanhamento da demanda institucional.

Publicado
2018-02-20
Como Citar
ANDRADE, Tiago et al. Fluxograma para manejo de exposição à material biológico. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - ISSN 2317-5915, [S.l.], n. 11, p. 448-449, fev. 2018. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1400>. Acesso em: 24 set. 2018.