O impacto do câncer de mama no contexto familiar

  • Carla de Lurdes da Silva HIEGER
  • Nola Cátia Santos de JESUS
  • Márcia E. Wilke FRANCO

Resumo

O presente artigo tem como objetivo a compreensão da relevância do suporte familiar diante o impacto do diagnóstico de câncer de mama e de suas consequências ao paciente terminal. Lidar com doença não é fácil e quando se trata de uma doença que mexe com todo o funcionamento da paciente, isso se torna ainda mais penoso. O câncer e suas fases, sua evolução, interferem diretamente com todos envolvidos, desde família, parentes, amigos, enfim, com todas as pessoas que presenciam o sofrimento de seu ente querido. Entretanto, compreender as representações familiares e a maneira como lidamos com tais representações frente à iminência da perda, pode gerar um conflito com ideias e ações que irão mesclar tensões no contexto familiar contribuindo para modificação de nossas crenças. Reforça-se a importância ao suporte familiar acerca das dificuldades e os aspectos psicossociais que a paciente enfrenta. Portanto, o auxílio dos familiares a lidar com esta fase tão delicada é de suma importância para o enfrentamento da patologia, contribuindo assim, para uma melhor qualidade de vida a paciente diante ao tratamento paliativo. O diagnóstico traz ansiedade, dúvidas e interrompe os planos que a pessoa tem, está de repente se dá conta que a morte está cada vez mais presente na sua vida, sendo assim, a presença da família neste momento desempenha um papel indispensável contribuindo para que o grau de sofrimento seja dirimido.
Publicado
2017-12-11
Como Citar
HIEGER, Carla de Lurdes da Silva; JESUS, Nola Cátia Santos de; FRANCO, Márcia E. Wilke. O impacto do câncer de mama no contexto familiar. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - ISSN 2317-5915, [S.l.], n. 11, p. 296, dez. 2017. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1365>. Acesso em: 23 fev. 2018.