Estratégias que podem ser utilizadas dentro do meio acadêmico para combater o preconceito à diversidade sexual e de gênero.

  • Bruna Cardoso PACHECO Cesuca- Faculdade Inedi
  • Cristiano Martins INÁCIO
  • Etielle Rodrigues da SILVA
  • Manoela Coimbra de MEDEIROS
  • Paola Vargas BARBOSA

Resumo

Mesmo vivenciando uma realidade de maior visibilidade dos direitos da população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros), faz-se urgente as pesquisas e intervenções que construam espaços de discussão e de mudança de preconceitos. Assim, o objetivo do trabalho em andamento será a construção e implementação de estratégias de intervenção que busquem promover o bem estar dessa população e o respeito à diversidade. Essas estratégias serão construídas a partir da problematização dos dados coletados na pesquisa intitulada Preconceito Explícito à Diversidade Sexual e de Gênero no Meio Acadêmico que buscará levantar os níveis de preconceito explícito dos graduandos de uma instituição de ensino superior privada da região metropolitana de Porto Alegre/RS. A construção das intervenções será realizada por graduandos de diferentes semestres do curso de Psicologia da mesma faculdade em que a pesquisa citada anteriormente será aplicada, supervisionados por uma docente do local. Algumas das intervenções possíveis serão a criação de um núcleo de diversidade sexual e de gênero com o intuito de planejar estratégias de humanização dos cursos da faculdade em relação à diversidade sexual e de gênero. Pretende-se propor palestras, cursos, debates, seminários, integrações e oficinas. Sempre calcados na psicoeducação, prevenção e cuidados à população, tendo uma visão de diferentes esferas culturais. Além de ampliar a visão dos futuros profissionais sobre a necessidade de fala e escuta, de projetos de leis, de saúde física e mental, onde os cursos seriam inseridos fornecendo informações desde o campo jurídico ao campo das ciências biológicas.  Assim tem-se em vista tornar o ambiente acadêmico mais acolhedor e menos gerador de possíveis sofrimentos para a população LGBT, acreditando na relevância do trabalho e considerando seu caráter militante com propostas inovadoras dentro da instituição onde a referida pesquisa e intervenções serão aplicadas.

Publicado
2017-12-11
Como Citar
PACHECO, Bruna Cardoso et al. Estratégias que podem ser utilizadas dentro do meio acadêmico para combater o preconceito à diversidade sexual e de gênero.. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - ISSN 2317-5915, [S.l.], n. 11, p. 365, dez. 2017. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1363>. Acesso em: 19 out. 2018.