MODELANDO O FURACÃO COM CÁLCULO VETORIAL

  • Greici Alexandre ANTUNES Cesuca
  • Elisiane de PAULA
  • Tatiana DIACZENKO
  • Celso Pessanha MACHADO

Resumo

O furacão, um dos mais temidos eventos naturais, é resultante da combinação de uma série de fatores atmosféricos e geográficos. Sempre que uma região é atingida por um fenômeno como esse, os efeitos são rapidamente sentidos, com a devastação de casas, áreas naturais e, em alguns casos, o registro de várias mortes, além de inúmeros prejuízos financeiros, que podem chegar a casa dos bilhões de dólares. As perdas de vidas em virtude da formação de eventos climáticos extremos como o furacão têm sido minorada pelo desenvolvimento das previsões climáticas, com uso de supercomputadores que calculam a movimentação dos ventos, possibilitando que a população das áreas de risco sejam avisadas com antecedência, realizando procedimentos de segurança.   Um furacão é um sistema circular de movimentação de ar, em uma velocidade superior a 105 km/h e com diâmetro de centenas de quilômetros, resultante da formação de um sistema de baixa pressão sobre regiões oceânicas. Os furacões manifestam-se sempre em formato circular, girando no sentido horário no hemisfério norte e no sentido anti-horário no hemisfério sul. Neste contexto, o artigo tem por objetivo demonstrar as linhas de fluxo para um modelo básico de furacão, tornando possível sua modelagem e até mesmo a previsão de seu comportamento. O presente artigo foi estruturado através de pesquisa no livro de Cálculo Um Novo Horizonte de Howard Anton volume 2, 6º edição, artigos na área com o intuito de pesquisar acerca dos conceitos de cálculo vetorial, modelagem matemática, história dos furacões, modelos de fluxo de vórtice e poço, resultando na resposta para a seguinte questão: “Como modelar o furacão através do cálculo vetorial?”
Publicado
2016-12-19
Como Citar
ANTUNES, Greici Alexandre et al. MODELANDO O FURACÃO COM CÁLCULO VETORIAL. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - 2317-5915, [S.l.], n. 10, p. 516-525, dez. 2016. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1232>. Acesso em: 27 jun. 2017.

Palavras-chave

Modelagem matemática; Furacão; Cálculo Vetorial