A PSICOLOGIA GRUPAL E A INTERVENÇÃO COM FAMÍLIAS

  • Katia Adriana Padilha PESSÔA CESUCA - Faculdade Inedi

Resumo

O presente artigo visa analisar as formas de intervenção de uma psicoterapeuta, buscando conhecer como a Psicologia Grupal promove processos interventivos em grupos familiares. Para tanto foram feitas observações a atendimentos em uma clínica-escola, de um grupo familiar. Num primeiro momento buscou-se caracterizar a família e a demanda, e, na sequencia, analisar a Psicologia Grupal na intervenção com a família. É o objetivo deste trabalho, compreender como a Psicologia Grupal pode auxiliar os membros das famílias a viverem e conviverem diante das diferentes fases do ciclo de vida familiar e dos conflitos próprios deste grupo.  Tal prática possibilitou verificar que, ao terapeuta, é possível utilizar-se de diferentes abordagens para construir o trabalho que se pretende seja eficiente para alcançar a saúde familiar. A Psicologia Grupal abriu essa possibilidade a partir do momento que se constitui enquanto um tipo de intervenção, respeitando todas as abordagens, vendo nas mesmas, formas de contribuir para a saúde de seus clientes.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##
Pedagoga - UFPRPós-graduada - IAPEstudante do curso de Psicologia da CESUCA - Faculdade Inedi
Publicado
2016-12-19
Como Citar
PESSÔA, Katia Adriana Padilha. A PSICOLOGIA GRUPAL E A INTERVENÇÃO COM FAMÍLIAS. MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CESUCA - 2317-5915, [S.l.], n. 10, p. 222-231, dez. 2016. ISSN 2317-5915. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/mostrac/article/view/1137>. Acesso em: 26 jul. 2017.

Palavras-chave

Psicologia dos grupos; Psicologia grupal; Terapia familiar