1. O DIREITO À DESCONEXÃO DO TRABALHO: UMA PROPOSTA CONCEITUAL A PARTIR DA FILOSOFIA EXISTENCIALISTA E “O ESTRANGEIRO” DE ALBERT CAMUS

  • Dartagnan Ferrer dos SANTOS Complexo de Ensino Superior de Cachoeirinha - Cesuca

Resumo

Resumo: Neste artigo pretende-se usar o fundo existencialista da obra “O Estrangeiro” de Albert Camus para esboçar uma proposta de análise do novo “direito à desconexão” do trabalho. Para isso, serão apresentados os fundamentos elementares de parte daquela vertente filosófica e do novo direito, fazendo-se ao final a ligação entre ambos.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##
Curso de Direito; Direito do Trabalho

Referências

BISSUEL, Bertrand. Vers un “droit à la déconnexion” au travail. Le Monde. Paris, 15 set. 2015. Politique. Disponível em: Acessado em 28 dez. 2015.


CAMUS, Albert. L’Étranger. Saint-Amand, France. Éditions Gallimard, 2001.


CARPEAUX, Otto Maria. História da Literatura Ocidental. Vol. 10. As tendências contemporâneas por Carpeux. São Paulo. Editora Leya, 2012.


BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: . Acessado em 28 dez. 2015.


DOUZINAS, Costas. O fim dos direitos humanos. Tradutora Luzia Araújo. – São Leopoldo: Unisinos, 2009, p. 209-10.


FELICIANO, Guilherme Guimarães. Curso crítico de direito do trabalho: teoria geral do direito do trabalho. São Paulo. Editora Saraiva, 2013.


HEGEL, Georg W. F. Ciência da lógica: excertos. Seleção e tradução: Marco Aurélio Werle. São Paulo: Barcarolla, 2011.


JAPIASSÚ, Hilton e MARCONDES, Danilo. Dicionário básico de filosofia. 4. ed. atual. Rio de Janeiro. Editora Zahar, 2006.


MARTINEZ, Luciano. Curso de direito do trabalho: relações individuais, sindicais e coletivas do trabalho. 4 ed. São Paulo. Ed. Saraiva, 2013.


MARTINS, Sérgio Pinto. Comentário à CLT. 18ª ed. Editora Atlas. São Paulo, 2014.


MORAVIA, Sergio. Sartre. Lisboa, Portugal. Edições 70, 1985.


RAMIL, Vitor. Noa Noa. Intérprete ( _____ ). Longes. Satolep Music. Pelotas. CD (55m08s), 2004. Disponível em < https://www.youtube.com/watch?v=SpiJE9BglXE > Acesso em 29 dez. 2015.


SARTRE, Jean Paul. O Ser e o nada: Ensaio de ontologia fenomenológica. Trad. e notas: Paulo Perdigão. 20. Ed. Petrópolis, RJ. Editora Vozes, 2011.


_____. Os Pensadores. São Paulo. Editora Abril Cultural, 1978.


SAVATER, Fernando. La aventura del pensamento. Santiago de Chile. Editorial Sudamericana, 2014.


SILVA, Josué Pereira da. Trabalho, cidadania e reconhecimento. São Paulo: Annablume, 2008.


SOUTO MAIOR, Jorge Luiz. Do direito à desconexão do trabalho. Revista do Tribunal Regional do Trabalho da 15 Região, Campinas, Nº 23, 2003. Disponível em: < http://www.trt15.jus.br/escola_da_magistratura/revista23.shtml> Acesso em: 28 dez. 2015.
Publicado
2016-01-31
Como Citar
SANTOS, Dartagnan Ferrer dos. 1. O DIREITO À DESCONEXÃO DO TRABALHO: UMA PROPOSTA CONCEITUAL A PARTIR DA FILOSOFIA EXISTENCIALISTA E “O ESTRANGEIRO” DE ALBERT CAMUS. REVISTA DIÁLOGOS DO DIREITO - ISSN 2316-2112, [S.l.], v. 5, n. 9, p. 12-23, jan. 2016. ISSN 2316-2112. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/dialogosdodireito/article/view/1054>. Acesso em: 23 ago. 2017. doi: https://doi.org/10.17793/rdd.v5i9.1054.

Palavras-chave

Filosofia Existencialista. Desconexão do trabalho.