MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM EAD: UMA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA ACERCA DESTE PROCESSO PREPONDERANTE NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO NA MODALIDADE DE ENSINO À DISTÂNCIA

  • Marco Aurélio SARTORI Faculdade Inedi - CESUCA
  • Márcio ALVES Faculdade Inedi - CESUCA

Resumo

Vivemos no Brasil e no mundo, um novo momento no que concerne as modalidades de formação acadêmica, principalmente no âmbito do ensino superior, com o advento do Ensino à Distância. No Brasil, este contingente já abriga mais de um milhão e duzentos mil alunos matriculados no EaD. O presente artigo discorreu acerca de um fator preponderante neste cenário educacional, a ‘mediação da aprendizagem no EaD’ sob o prisma dos professores e tutores envolvidos neste processo. O estudo teve como objetivo apresentar os mecanismos e variáveis envolvidas no processo de mediação e sua importância na construção do conhecimento e formação cognitiva dos alunos, a fim de torná-los indivíduos com alta capacidade analítica e crítica, que os permitam ser atores na edificação de seu próprio saber. Utilizou-se da metodologia de pesquisa bibliográfica através do método indutivo. Comprovou-se através da pesquisa realizada a importância da ação dos tutores à distância no processo de construção do conhecimento de forma colaborativa, levando à superação de uma visão reducionista do seu papel, muitas vezes visto apenas como um “orientador”. Notou-se que esta conceituação, rompeu o paradigma da transmissão, aproximando-a de uma abordagem interacionista, valorizando a capacidade criativa e a autonomia de todos os sujeitos envolvidos no processo de aprendizagem, tornando-os dinâmicos e flexíveis, sem as amarras de um currículo muitas vezes engessado e descontextualizado da realidade. Palavras-chave: Mediação. Aprendizagem. Ensino a Distância.

Referências

BELLONI, M. L. Educação a distância. 5.ed. São Paulo: Autores Associados, 2009.

BRANDE, Lieve Van den. Flexible and Distance Learning. Londres: John Wiley & Sons, 1993.

CHARLOT, Bernard. A Pesquisa Educacional Entre Conhecimentos, Políticas e Práticas: Especificidades e Desafios de uma Área de Saber. Revista Brasileira de Educação, v. 11, p.7-18, 2006.

DE FREITAS, Katia Siqueira. Um panorama geral sobre a história do ensino a distância. 2005.

DURKHEIM, É. A educação moral. Tradução de Raquel Weiss. Petrópolis: Vozes, 2008.

GARCIA, Walter E. A regulamentação da educação a distância no contexto educacional brasileiro. Educação a distância: construindo significados. Cuiabá: NEAD/IE–UFMT, p. 79-88, 2000.

GOKHALE, A.A. Collaborative Learning enhances critical thinking. Journal of Technology Education, 7(1):22-30, Fall, 1995.

HILTZ, S.R. Impacts of college-level courses via asynchronous learning networks: Some preliminary results. Journal of Asynchronous Learning Networks, 1(2): 1-19, Aug., 1997.

JOHNSON, D. W. & JOHNSON, R. T. What We Know About Cooperative Learning at the College Level. Cooperative Learning, 13(3), 1993.

KOSCHMANN, T. Paradigm shifts and instructional technology. In KOSCHMANN, T. (Ed.) Theory and practice of an emerging paradigm. Nahwah, NJ: Lawrence Erlbaum Associates Inc., 1996.

LÉVY, Pierre (1999). Cibercultura. São Paulo: ED. 34.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Censo da Educação Superior. 2013. Seção: INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Disponível em: , acesso em: 29 jun. 2015.

MILL, Daniel et al. O desafio de uma interação de qualidade na educação a distância: o tutor e sua importância nesse processo. Texto impresso, 2007. Disponível em: , acesso em: 10 jul. 2015.

MOORE, M.G. Theory of Transactional Distance. In: KEEGAN, D. (Ed.) Theoretical Principles of Distance Education. Routledge Ed. London, 1993.

MORAES, Maria Cândida. Educar na Biologia do Amor e da Solidariedade. Petrópolis: Vozes, 2003.

RUIZ, João Álvaro. Metodologia Científica: Guia para eficiência nos estudos. 6ª ed. São
Paulo: Editora Atlas, 2011.

SÁ, I. M. A. A educação a distância: processo contínuo de inclusão social. Fortaleza: CEC, 1998.

SANTOS, Joao Francisco Severo. Avaliação no ensino a distância. Revista Iberoamericana de Educación, v. 38, n. 4, p. 6, 2006. Disponível em: , acesso em: 10 jul. 2015.

SILVA, M. Sala de aula interativa: educação, comunicação, mídia clássica. 5. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2010.

SOUSA SANTOS, Boaventura de. Um Discurso Sobre as Ciências. 2 ed. São Paulo, SP: Cortez, 2004.
Publicado
2015-09-25
Como Citar
SARTORI, Marco Aurélio; ALVES, Márcio. MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM EAD: UMA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA ACERCA DESTE PROCESSO PREPONDERANTE NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO NA MODALIDADE DE ENSINO À DISTÂNCIA. REVISTA CESUCA VIRTUAL: CONHECIMENTO SEM FRONTEIRAS - ISSN 2318-4221, [S.l.], v. 2, n. 4, p. 41-52, set. 2015. ISSN 2318-4221. Disponível em: <http://ojs.cesuca.edu.br/index.php/cesucavirtual/article/view/939>. Acesso em: 22 out. 2017.